Imprimir
Categoria: Luta armada
Acessos: 2962
Prezados Kamaradas
Por Carlos I. S. Azambuja
Segundo o noticiário "a presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (13) que pediu ao presidente da Alemanha, Joachim Gauck, colaboração do governo alemão para os trabalhos da Comissão Nacional da Verdade, que apura violações aos direitos humanos no Brasil entre 1946 e 1988, período que inclui a ditadura militar (1964-1988). A presidente se reuniu com o líder alemão em São Paulo, onde ambos participam da cerimônia de abertura do 31° Encontro Econômico Brasil-Alemanha."
Sobre a notícia acima, publicada hoje, recordo  que duas organizações terroristas  praticaram dois crimes contra cidadaos alemães no Brasil: em 1968, o Comando de Libertação Nacional assassinou um major do Exército da Alemanha, aluno da Escola de Comando e Estado Maior do Exército. Foram 3 terroristas, sob o comando de João Lucas Alves, ex-Sgt da Aer, que segundo a própria presidenta viveu em sua casa, em BH, por algum tempo.
Observação do site www.averdadesufocada.com ; Leia mais sobre o assunto AQUI
E em 1970 a Vanguarda Popular Revolucionária sequestrou o embaixador da Alemanha no Brasil.
Na época desses crimes, a presidenta integrava essas duas organizações.
Não há, portanto, necessidade de pedir a colaboração do governo alemão para a Comissão da Verdade. Ela, a presidenta, é a mais indicada para depor sobre esses dois crimes.

Observação do site www.averdadesufocada.com  :  O professor Amilcar Baiardi, da Bahia - leia AQUI - poderá esclarecer também o assassinato do major alemão