Theodomiro , no meio, em cima. Padre Renzo,
à direita, ajoelhado, em 1977,em visita ao
presídio.

General de Divisão Reformado Roberto Maciel
O que mais revolta um verdadeiro democrata é a meia verdade. A meia verdade contém parte da verdade, assim, é difícil contestá-la. A omissão de dados é a principal ferramenta deste engôdo.
Não duvido das boas intenções do Padre Renzo, ativista da equivocada Teologia da Libertação, tão equivocada que foi reprimida e extirpada da igreja, levando à evasão de teólogos cristãos materialistas (como se isto fosse possível) como Boff, Beto e outros.
O artigo cita, nominalmente, apenas um dos enclausurados apoiados por Renzo, um pobre garoto de 18 anos, chamado Theodomiro. Theodomiro era conduzido preso, sem qualquer possibilidade de fuga, mas, algemado, conseguiu tirar a arma de um dos seus condutores e pelas costas e friamente, assassinou-o. A sua fuga era inviável, havia outros agentes presentes, assim continuou preso. Seus condutores poderiam, com razão, tê-lo matado, mas não o fizeram. Este é o fato.

Haroldo Lima não é apenas um ex-deputado como se identifica no artigo; e sequer era estudante universitário ao criar a JUC e depois a AP, que, em 1971, transformou-se em Ação Popular Marxista Leninista. Desde o início a AP era um movimento revolucionário armado; ele era, pois, um terrorista. Está na Wickpédia, basta ir ao google.
E COMO ANDA TODA ESTA GENTE?
Haroldo Lima está vivo, vivíssimo aliás, por conta da sinecura da ANP que ajuda a enterrar a Petrobrás (desconfio, que, como Marighela, foi contra a campanha "O PETRÓLEO É NOSSO").
Theodomiro, juiz aposentado, quer mais que se esqueçam dele.
O Padre Renzo morreu agora, de morte natural.
O agente assassinado era um sargento da Aeronáutica cuja viúva deve ter lutado muito para educar os filhos com o miserável salário com que o governo contempla as Forças Armadas. Talvez a Comissão da Verdade devesse ouví-la para esclarecer o tamanho da sua dor e das dificuldades por que passou.
E ainda exigem que os milicos se calem neste 31 de março. Pelo amor de Deus, nos deixem chorar os nosso pobres mortos! Em todos os aspectos, pobres!
Observação do site www.averdadesufocada.com : Leia AQUI a verdade sobre "o pobre garoto de 18 anos, chamado Theodomiro"

Comments powered by CComment