Imprimir
Categoria: Forças Armadas
Acessos: 4370
  

 Nesta manhã, o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana 
(à direita, na foto), recebeu os documentos das
mãos do delegado Fernando Martins Oliveira
Foto: Casa Civil / Divulgação

Observação do site www.averdadesufocada.com:
Um assalto de carro, frustrado, com 15 tiros, que  
resultou no assassinato do ex-comandante do
DOI do RJ, Cel Molinas, levou às mãos de Tarso
Genro o "arquivo " do assassinado. 
Detalhe: o Cel  foi morto na rua, e os assaltantes 
além de não levarem nada nem chegaram a entrar
na casa do Cel Molinas!

Tarso entrega nesta terça-feira acervo secreto da ditadura militar
Uma das filhas do ex-deputado Rubens Paiva, desaparecido em órgão de repressão, participará da cerimônia 
José Luís Costa
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
De férias no Brasil para visitar parentes e amigos, a psicóloga Maria Beatriz Paiva Keller, funcionária da embaixada brasileira em Berna, na Suíça, alterou seu roteiro para um compromisso que mistura tristeza e alívio.
Beatriz estará às 14h desta terça-feira no Palácio Piratini para receber do governador Tarso Genro uma cópia do documento que confirma a prisão do pai dela, o ex-deputado federal paulista Rubens Paiva, no Destacamento de Operações e Informações — Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi), no Rio de Janeiro, em 1971.
Texto completo
Nesta manhã, o chefe da Casa Civil do Estado, Carlos Pestana, recebeu os documentos originais do período da ditadura das mãos do delegado Fernando Martins Oliveira e do chefe de Polícia, Ranolfo Vieira Junior.
O registro é primeira prova material tornada pública de que o político cassado pela ditadura militar em 1964 esteve preso no DOI-Codi do Rio, antes do desaparecimento que perdura quatro décadas. Até agora, as informações de que Rubens Paiva foi torturado no quartel-símbolo da repressão no Rio se limitavam a relatos verbais.
O documento estava em poder do coronel da reserva do Exército Julio Miguel Molinas Dias, ex-chefe do DOI-Codi carioca, assassinado em 1º de novembro, em Porto Alegre.
Maria Beatriz admite: está apreensiva em razão do que a descoberta do documento poderá gerar. Ela acredita que novas informações deverão surgir sobre os últimos momento de vida do pai, oficialmente declarado morto pelo governo brasileiro em 1996.
Maria Beatriz estará na solenidade acompanhada do marido, Daniel Keller. Eles foram convidados pelo governador que fará a entrega dos arquivos do coronel Molinas Dias também ao coordenador interino da Comissão Estadual da Verdade, Aramis Nassif, e ao coordenador da Comissão Nacional da Verdade, Claudio Fonteles.
Além da documentação referente a Rubens Paiva, os arquivos trazem revelações importantes sobre o atentado ao Riocentro, ocorrido em 1981. Os documentos que ajudam a elucidar os dois fatos foram tema de reportagens em ZH ao longo da última semana.
Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Publicado no  Facebook
Everton C. Colonio posted on A Verdade Sufocada - 7ª edição's timeline
"Os Guerrilheiros e terroristas que estao no poder Mandaram matar em novembro 2012 o Coronel Reformado e ex Comandante do Doi Codi Julio Miguel Molina Dias ...Segundo a Polícia Civil, o coronel reformado teria reagido após um carro vermelho ter cortado a frente do veículo em que ele estava. Não foi encontrada arma com a vítima(E QUEREM QUE ACREDITEMOS QUE O CORONEL REAGIU), que foi alvejada com peloo menos seis tiros. No local do crime, foram encontradas cápsulas de três armas diferentes. BEM AO ESTILO DOS ATENTATOS QUE FAZIAM EM 64, SEGUINDO O MINI MANUAL DO MARIGHELLA...Mas, mais preocupante ainda é o fato da policia ter encontrado documentos de um Jornalista desaparecido na casa do Coronel... O que estes policiais Foram fazer dentro da casa, revirando os seus pertences? Estavam procurando ou colocando documentos !!! Para que entrar ja que a execução foi na rua...A mando de quem.... Claro vamos lembrar que o Governador do estado Do RS é defensor de terrorista ( ANISTIA AO BATTISTI) e em 75 era membro do PRC ( PARTIDO REVOLUCIONARIO COMUNISTA)...e rapidamente mandou os documentos (encontrados) para a Comissão da MENTIRA...Estao matando quem defendeu o Brasil, e dando Anistia ou melhor dinheiro para os terroristas da esquerda... Sempre Alerta ."