Franklin Martins - mentor do sequestro
 Assista o vídeo cluicando AQUI
 Eles matariam o embaixador?
 Veja a resposta clicando AQUI

 

Seqüestro do embaixador americano
Por Ernesto Caruso - 24/06/2012
04/09/1969
As ações de violência atemorizavam a população, mas eram tantas que já não causavam o impacto desejado, pela freqüência com que aconteciam.
Franklin de Souza Martins, da direção da Dissidência da Guanabara (DI/GB), propôs uma ação inédita. Sugeriu um seqüestro, que seria o primeiro.
texto completo

Estudados os alvos, concluiu-se que o de maior repercussão seria o de um embaixador.
A idéia foi logo aprovada por Cid Queiroz Benjamin, da Frente de Trabalho Armado (FTA), um dos setores da DI/GB.
Após reuniões, decidiram que o alvo ideal, com uma repercussão nacional e internacional, seria o embaixador dos EUA, Charles Burke Elbrick. O objetivo principal do seqüestro, além de destacar a guerra revolucionária por meio da propaganda e de tentar a desmoralização do governo, era libertar os principais líderes do movimento estudantil que se encontravam presos
Adicionar comentário