Bomba!!! Não deixe de ouvir na CBN a
entrevista Lúcia Hipólito AQUI
Julgamento do assassinato de Celso Daniel começa nesta 5ª
Empresário apontado como mandante apresenta recurso e não sentará no banco de réus
Crime aconteceu em janeiro de 2002; serão levados a júri cinco suspeitos
Guilherme Voitch
Começa nesta quinta-feira o julgamento de cinco acusados de sequestrar e matar o ex-prefeito de Santo André, na Grande São Paulo, Celso Daniel (PT), assassinado em janeiro de 2002. Serão levados a júri popular cinco suspeitos: Ivan Rodrigues da Silva, o Monstro; Rodolfo Rodrigo dos Santos Oliveira, o Bozinho; Elcyd Oliveira Brito, o Jonh; Itamar Messias Silva dos Santos e José Edison da Silva. De acordo com a denúncia do Ministério Público, os cinco seriam responsáveis pelo “arrebatamento e pela execução do ex-prefeito”.
Ainda segundo o MP, o crime teria ocorrido porque Daniel, então prefeito de Santo André, foi morto porque estava decidido a acabar com as atividade de uma quadrilha que praticava crimes contra a administração pública da cidade.(Veja aqui) Em 2005, Bruno José Daniel Filho, irmão de Celso Daniel, disse à CPI dos Bingos do Senado que o suposto esquema de Santo André financiava campanhas eleitorais do PT.(Veja aqui)
Apontado como mandante do crime, o empresário Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, não será julgado agora. O processo contra ele foi desvinculado dos demais. Ele entrou com dois recursos no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP)
Os réus listaram 13 testemunhas para serem ouvidas durante o julgamento. A expectativa do juiz Antônio Hristov é que o julgamento dure, no máximo, dois dias.
... Segundo denúncia apresentada em 2003 pelo MP, Daniel estava decidido a acabar com as atividades de uma quadrilha que cobrava propina de empresas contratadas pela prefeitura. 
http://oglobo.globo.com/pais/julgamento-do-assassinato-de-celso-daniel-comeca-nesta-5-4835440
 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
...Ainda segundo o MP, para manter o esquema de corrupção, o empresário decidiu mandar matar o amigo e simulou um sequestro ( Veja mais) Para pôr o plano em prática, Sombra contratou Dionísio de Aquino Severo, resgatado de helicóptero de um presídio em Guarulhos um dia antes do sequestro do prefeito. Severo foi morto dias depois de ser preso, em abril de 2002, antes de dar o seu depoimento sobre o caso.
Além dele, outras seis pessoas que tiveram algum tipo de vínculo com a morte de Celso Daniel morreram depois do crime. A tese do Ministério Público de crime de mando foi colocada à prova no julgamento de Marquinhos e aceita pelo júri popular.  O condenado, que teria dirigido um dos carros usado no sequestro, cumpre a pena 18 anos de prisão na cidade de Lavínia (SP).
Sombra teve a prisão decretada e ficou na cadeia entre dezembro de 2003 e julho de 2004, quando conseguiu um  habeas corpus  no Supremo Tribunal Federal ( STF ). Não há data para o empresário se sentar no banco dos réus. ( Sérgio Roxo - O Globo - 8/05/2012)

Comments powered by CComment