Por Cel Reformado Jorge Alberto Forrer Garcia

 
  Eles semearam a paz, cultivaram a democracia
  e vejam o que estão colhendo...
 
Prezados amigos,

notei que recebi inúmeras mensagens enaltecendo o 19 de abril – Dia do Exército. Que bom.
Espero que seja assim também no 25 de agosto – Dia do Soldado.
Desse Dia do Exército de 2012, uma coisa chamou-me especial atenção.
Um trecho da Ordem do Dia. Aquele em que nos é solicitada – outra vez, de novo, novamente, como de praxe, de costume etc. – que confiemos.
Digo que particularmente esse trecho chamou-me à atenção por que não foi exatamente isso o que os nossos companheiros que combateram os subversivos e terroristas fizeram?
Eles confiaram na “cadeia de comando”. Depois, quando se deram os primeiros sinais que havia uma campanha revanchista contra eles, o “comando da cadeia” lhes abandonou.
Destaco também o voto de confiança que me é solicitado em “termos bíblicos”: confiem que existe o tempo certo para semear, cultivar e colher! Ressaltando que sou ruim para entender enigmas, pergunto: semear o quê? Cultivar o quê? Colher o quê?
Basta que se leia por completo a Ordem do Dia citada para que se perceba nela a influência do “mindef”. 
Então, confiar eu até que quero, mas...
Entendo que algum amigo queira contestar o que escrevo (...ou xingar-me, sei lá). Aceito o contraditório. Mas, por favor, poupem-me daquelas tentativas de apaziguamento condescendente tipo “turma do deixa-disso”. 
                                                   xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Soldados do Exército Brasileiro – de todos os postos e graduações, de ontem e de hoje, com ou sem farda! Confiem na Política de Defesa Nacional e na Estratégia Nacional de Defesa do nosso Brasil; confiem na cadeia de comando – em todos os níveis, sob a autoridade suprema da Presidenta da República; confiem que as manifestações de entendimento das nossas urgências serão traduzidas em atos concretos; confiem na valorização da carreira que escolheram por vocação; confiem nos estímulos que recebem pelo seu profissionalismo; confiem que existe o tempo certo para semear, cultivar e colher!
(Trecho da Ordem do Dia de 19 de abril de 2012.)

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar