O Conselho Federal da OAB solicitou nesta quarta (21) ao Supremo Tribunal Federal (STF) o adiamento da apreciação do recurso contra a decisão da Corte que confirma a anistia àqueles que cometeram crimes políticos no período da ditadura militar, prevista para amanhã (22). Em declaração exclusiva à Coluna, o presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, disse que a ordem pediu o adiamento da votação porque o advogado da causa não poderá estar presente na sessão. “Ele faz questão de participar”, explicou. “Além disso, o assunto está sendo debatido de forma muito emocional e esse não seria o momento ideal”, completou. Para Ophir, será necessária uma maior reflexão sobre o tema. “É melhor aguardar para que possa debater mais a questão”, disse. O ministro Luiz Fux decidirá amanhã se aceita o pedido da OAB. Caso a proposta seja rejeitada, serão anuladas todas as tentativas de punir os agentes dos órgãos de segurança que estiveram envolvidos em casos de torturas, sequestros e assassinatos de presos políticos.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
sobre o assunto leia mais  clicando abaixo 

Comments powered by CComment