Imprimir
Categoria: Forças Armadas
Acessos: 3047
                                                                           .
  
José Dirceu, é melhor parar com sua 
arrogância e olhar isto com mais atenção...
 
Por P Chagas
Sr José Dirceu
Desta feita, tira-lhe o sono e a tranqüilidade o “Manifesto dos Clubes Militares”.
Excluído da atividade política por iniciativa de seus semelhantes, o Sr Dirceu personifica todas as mazelas que fazem desacreditar o Legislativo brasileiro! Com que moral critica agora a opinião dos Clubes Militares e as atitudes da mídia que lhes dá algum espaço? Com que moral um “amante da tirania” os chama de “viúvas da ditadura”?
Será que ele pensa que todos os brasileiros são idiotas como os que ele e os corruPTos que o cercam trazem a soldo de pratos de comida? Será que ele pensa que o Brasil esclarecido ainda não se apercebeu do engodo do discurso e das posturas de campanha e de posse da Sra Rousseff?
É publico e notório o desvio de atitudes e a empulhação contidos nas mudanças de ministros, de diretrizes e de atitudes do governo Dilma, herdeiro daquele que enxovalhou a imagem do Brasil como um paraíso da corrupção e comprometido com os ideais totalitários que levaram a presidente e suas companheiras de cela a pegar em armas contra o regime que hoje lhes dá liberdade para retomar os projetos de antanho.
Se saudosistas há neste imbróglio não são os militares da reserva ou da ativa, mas as terroristas do passado e suas admiradoras do presente!
Os Clubes Militares, expostos a ridículo papel, não se sabe por força de que argumentos, representam sim o pensamento de um grupo significativo de militares, se maioria ou minoria, isto não interessa, estamos, ainda, na vigência da democracia, o que, por todas as razões da história, irrita profundamente os que como o Sr Dirceu são visceralmente inimigos da liberdade de opinião, haja vista sua particular afeição pelos irmãos ditadores da ilha onde aprendeu as técnicas de subversão e onde mudou de cara para viver uma farsa e curtir sua “saudade” daquele paraíso totalitário.
Dirceu diz-se chocado com a atitude da mídia que dá difusão a manifestos de militares, minoria indigna e não abrangida pelos projetos de cooptação demagógica do PNDH-3 e, portanto, sem direito à opinião! Mais uma prova de que a democracia dos corruPTos não inclui a liberdade de imprensa e, mais dia menos dia, se as coisas não mudarem, como espero que mudem, será sumariamente substituída pelo Pravda ou pelo Granma Tupiniquim.
Ao mesmo tempo em que qualifica a mídia de “vivandeiras dos quartéis”, procura levar seus leitores a acreditar que os corruPTos dos governos em que milita fizeram algo mais pela defesa da Pátria além da retórica de planos e projetos que ainda não saíram nem se sabe quando sairão do papel!
Mais uma vez o chefe dos mensaleiros induz seus discípulos a desacreditar da liberdade de imprensa e a não reconhecer os militares como cidadãos, com direito a voto e participação na tal “vida cidadã” que tanto enche a boca da esquerda hipócrita que o tem como astro de primeira grandeza!
Para desespero do Sr Dirceu, as Forças Armadas são democráticas por natureza e continuam assim, graças a Deus e à sua vocação! Não poderia ser diferente, porque as Forças de hoje, queira ele ou não, continuam a ser as Forças de Sempre!

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
Observação do site www.averdadessufocada.com :
Veja o que escreveu  o viúvo da Luta Armada, José Dirceu. Luta  na qual nunca se arriscou pegando em armas, mas usufruindo do espólio político e financeiro , alardeando um "heroismo"  que nunca praticou.
      xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
AS VIÚVAS DA DITADURA
por José Dirceu - 24/02/2012
Mas o que dizer da nota publicada pelos clubes militares com críticas ao governo Dilma Rousseff – e desautorizadas pela cúpula das Forças Armadas – no decorrer desta semana?
A nota do início da semana – assinada pelas presidências do Clube Naval, do Clube Militar e do Clube da Aeronáutica – menciona episódios em que a presidenta Dilma Rousseff supostamente estaria se afastando da premissa de ser a “presidenta de todos os brasileiros e brasileiras”.  Entre eles, uma entrevista da ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, em que ela falou da possibilidade de vítimas da ditadura entrarem com ações na Justiça para pedir a punição de agentes repressores; e o discurso da nova ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, a qual, segundo os militares, teria se “auto-elogiado” ao declarar que “lutou pela democracia” durante a ditadura.
Esses militares da reserva representados pelos seus clubes são uns saudosistas. Mas não passam de uma minoria. Tampouco falam em nome das Forças Armadas.
Mídia apoiou golpes e se calou quando as  Forças  Armadas  eram  sucateadas
O que choca é a insistência de certa mídia, que sempre rondou os quartéis no passado, sempre apoiou golpes e quarteladas, conspirações contra a Constituição e a democracia. Suas vozes eram as chamadas de vivandeiras. São como viúvas da ditadura que usam essas notas dos clubes militares para tentar incompatibilizar os militares com o governo e o PT.
Os representantes desta estranha mídia se calaram quando nossas Forças Armadas foram abandonadas e sucateadas, nossa indústria de defesa nacional liquidada e privatizada, nossa segurança externa ignorada e nossa política externa e de defesa nacional submetida aos interesses das superpotências.