Em  novembro  de 2011, nós, do site www.averdadesufocada.com   
reverenciamos,  a todos os que tombaram pela fúria política de terroristas. Os seus assassinos, sob a mentira de combater uma ditadura militar, tentavam  implantar uma ditadura comunista em nosso País. Para isso, atentaram contra o Brasil, desprezando os direitos humanos verdadeiros e os princípios realmente democráticos.
Esses terroristas ou seus familiares foram indenizados pelo Estado.
As famílias de suas vítimas jamais receberam qualquer apoio dos que se dizem defensores dos direitos humnanos.
A essas vítimas, abaixo relacionadas, o reconhecimento da Democracia e a garantia da nossa permanente vigilância, para que o sacrifício de suas vidas não tenha sido 
01/11/71 - Nelson Martinez Ponce - (Cabo PM - SP)
Metralhado por Aylton Adalberto Mortati, durante um atentado praticado por cinco terroristas do MOLIPO (Movimento de Libertação Popular), contra um ônibus da Empresa de Transportes Urbano S/A, em Vila Brasilândia, São Paulo.

04/11/69 - Estela Borges Morato - (Investigadora do DOPS - SP)
Morta a tiros quando participava da operação em que morreu o terrorista Carlos Marighela. 

Texto completo
04/11/69 - Friederich Adolf Rohmann (Protético - SP)
Morto durante a operação que resultou na morte do terrorista Carlos Marighela.

07/11/68 - Estanislau Ignácio Correia - (Civil - SP)
  
       Ato público em frente ao Congresso Nacional
       em  2004/2005  em  homenagem  aos  119
       mortos pelos terroristas
Morto pelos terroristas Ioshitame Fugimore, Oswaldo Antônio dos Santos e Pedro Lobo Oliveira, todos integrantes da Vanguarda Popular Revolucionária(VPR), quando roubavam seu automóvel na esquina das ruas Carlos Norberto Souza Aranha e Jaime Fonseca Rodrigues, em São Paulo.
07/11/69 - Mauro Celso Rodrigues - (Soldado PM - MA)
Morto em uma emboscada, durante a luta travada entre lavradores de terra, incitados por militantes da Ação Popular(AP).
09/11/72 - Mario Domingos Panzariello - ( Detetive  da Polícia Civil - RJ) 
Morto ao pedir documentos à terrorista da ALN  Ana Maria Nascimento Furtado
Seus familiares não receberam indenizações. Em compensação, seus assassinos, se vivos ou seus familiares foram  indenizados
10/11/71 - João Campos - (Cabo PM - SP)
Morto na estrada de Pindamonhangaba, ao interceptar um carro que conduzia terroristas armados.
10/11/70 - José Marques do Nascimento - (Civil - SP)
                  Garibaldi de Queiroz   - (Soldado PM - SP)
Mortos em confronto com terroristas da VPR (Vanguarda Popular Revolucionária) que faziam uma panfletagem armada na Vila Prudente, São Paulo.  Autores Yoshitame Fujimori , Ana Maria Nacinovic Correa e Carlos Henrique Sarmento Coelho da Paz ( Clemente).  
12/11/64 - Paulo Macena - (Vigia - RJ)
Morto durante a explosão de uma bomba colocada Cine Bruni, no bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro. Bomba deixada por uma organização comunista como protesto pela aprovação da Lei Suplicy que extinguia a UNE ( União Nacional dos Estudantes) e a UBES (União Brasileira de Estudantes secundaristas). Além da morte do vigia, ficaram feridas seis pessoas.
14/11/69 - Orlando Girolo - (Bancário - SP)
Morto por terroristas durante assalto ao Banco Brasileiro de Descontos(Bradesco).
Autores :  Eduardo Leite ( Bacuri ) pela REDE e Devanir José de Carvalho, pelo MRT
22/11/71 - José Amaral Vilela - (Guarda de segurança  - RJ)
Neste dia os terroristas Sérgio Landulfo Furtado, Norma Sá Ferreira, Nelson Rodrigues Filho, Paulo Roberto Jabour, Thimothy William Watkin Ross e Paulo Costa Ribeiro Bastos assaltaram um carro-forte da firma TRANSPORT, na Estrada do Portela, em Madureira. O guarda José Amaral Vilela foi morto a rajadas de metralhadora e ficaram feridos os guardas Sérgio da Silva Taranto, Emílio Pereira e Adilson Caetano da Silva.Organizações participantes: MR-8  e Var- Palmares
24/11/67 - José Gonçalves Conceição (Zé Dico) - (Fazendeiro - SP)
Morto por Edmur Péricles de Camargo, integrante da Ala Marighela, durante a invasão da fazenda Bandeirante, em Presidente Epitácio. Zé Dico foi trancado num quarto, torturado e, finalmente, morto com vários tiros. O filho do fazendeiro que tentara socorrer o pai foi baleado por Edmur com dois tiros nas costas.
27/11/71 - Eduardo Timóteo Filho - (Soldado PM - RJ)
Morto por terroristas, durante assalto contra as Lojas Caio Marti.

     

 
Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar