Eles não podem ser esquecidos ...
Panorama Político
Ilimar Franco - O Globo - 25/08/2011
"DISCRIÇÃO. Os Clubes Militares (dos oficiais da reserva) realizaram ontem, na Igreja Santa Cruz dos Militares, no Rio, missa "em memória dos 119 militares e civis que perderam a vida, entre 1964 e 1974, por atos de terroristas". Na terça-feira, quando soube da missa, o ministro Celso Amorim (Defesa) mandou chamar os três comandantes militares e acertou com eles que nenhum oficial da ativa participaria da cerimônia."
Observação do site www.averdadesufocada.com :
Ontem , dia 24 de agosto, os Clubes Militares mandaram celebrar uma missa para prestar homenagem, ainda que póstuma, aos brasileiros que tombaram durante a luta armada . 

Texto completo


Ainda na igreja, Santa Cruz dos Militares, corria a notícia de que o ministro da Defesa, ontem à tarde, divulgou um documento aos 3 Comandantes das Forças no sentido de que eles não permitissem o comparecimento dos militares da ativa na referida missa.
Dificil entender o motivo da  proibição: Era um culto religioso em homenagem a pessoas que foram mortas cumprindo a missão de manter a ordem no país ou que morreram sem nem mesmo saber a razão.
O fato é que, na missa, não havia, aparentemente, nenhum militar da ativa.
O que chamava atenção, na porta da Igreja , apesar de não serem muitos, era a baderna de "estudantes" profissionais,  pagos com o dinheiro dos nossos impostos, perturbando um  ato cristão, pacífico para cultuar brasileiros que lutaram pela democracia e cidadãos ordeiros mortos por militantes de organizações subversivo-terroristas.
Adicionar comentário