Imprimir
Categoria: Forças Armadas
Acessos: 14294

 
  Pres, Emílio G. Médici
ASSIM SÃO ESSES "ESTRANHOS" "MILICOS"!
http://benutesantos.blogspot.com/2011/06/valores.html
E falava-se horrores do Andreazza!
Que estaria riquíssimo, que teria ganho de presente das empreiteiras, um edifício na beira da Lagoa Rodrigo de Freitas, que não tinha mais
onde guardar dinheiro.
Não sei se Amália Lucy Geisel ainda estará viva. Pouco mais velha do  que nós, tinha alguns problemas de saúde. 

texto Completo

Pois bem: ela era Professora do Colégio Pedro II e, mesmo quando o pai era Presidente, ia de casa ao trabalho de ônibus. 

  
     Pres. Castello Branco

Cansei de encontrá-la neles, ela e eu a caminho do centro do Rio.
Meu pai chamava isso de "os três dês do milico": decência, decoro, discrição.
 Primeiro, morreu o Cel. Mário Andreazza. 
Quando Ministro dos Transportes, foi responsável pela construção da ponte Rio-Niteroi, obra que teve empréstimo inglês de 2 bilhões de
dólares (Sim! Dois bilhões! De dólares!). 
Por ocasião de sua morte, seus 37 colegas de turma tiveram de fazer uma vaquinha para que o corpo pudesse ser transladado para o Rio
Grande do Sul. Portanto, depois de gerenciar tanta verba pública, bem administrada, diga-se de passagem, morreu pobre.
Já em 2003, foi a vez de Dona Lucy Beckman Geisel. Seus últimos anos de vida, viveu de forma pobre e discreta. Morreu em acidente de carro na lagoa Rodrigo de Freita
A Morte de Dona Dulce Figueiredos.
Ano passado, foi a vez de dona Dulce Figueiredo, que ficou viúva em 1999, do último Presidente militar. 
Em 2001, devido a problemas financeiros, teve que organizar um leilão para vender objetos pessoais do marido. Foi a forma que encontrou para
sobreviver dignamente. 
  
  Presidente Médici e Mário Andreazza - Ministro 
  dos Transportes na inauguração da ponte Rio_
  Niterói
Faça suas comparações com os políticos de hoje e compare o estilo de  vida do último Presidente brasileiro, de sua mulher, que frequenta o
mais caro cabeleireiro do Brasil, as mais caras butiques, os mais caros cirurgiões plásticos, gastou os mais altos valores do cartão de
crédito, que não precisava prestar contas. Nunca fez um trabalho social pelo Brasil. 
Só o que fez foi viajar com o marido por todos os lugares do mundo, às expensas do suor dos brasileiros trabalhadores. 
Seus filhos enriqueceram da noite para o dia.
Isto é que são políticos "populares". 
Tire suas conclusões.
 
Observação do site : www.averdadesufocada.com 

Complementando : O presidente Castelo Branco ao saber que seu irmão ganhara um carro, talvez como 
um "agradinho ", tão comum entre alguns políticos, mandou despedí-lo imediatamente. 
 E a respeito de Garrastazu Médici veja o que escreve Élio Gáspari
  em seu livro A Ditadura escancarada, página 235:
“Presidiu o País em silêncio, lendo discursos escritos pelos outros, sem confraternizações sociais, implacável com mexericos.
Passou pela vida pública com escrupulosa honorabilidade pessoal.Da Presidência tirou o salário de Cr$ 3.439,98 líquidos por mês(equivalente a 724 dólares ) e nada mais. Adiou um aumento da carne para vender na baixa os bois de sua estância e desviou o traçado de uma estrada para que ela não lhe valorizasse as terras.Sua mulher decorou a granja oficial do Riacho Fundo com móveisusados recolhidos nos depósitos do funcionalismo de Brasília.”

COMO SÂO ESTRANHOS ESSES "MILICOS" !