Pedro Novais -Indicou Fred sabendo da ficha 
  suja.
  Casa Civil avalizou e quem nomeou foi
  a presidente. 
Novais: Casa Civil avalizou nome de Frederico
Por Maria Lima - O Globo - 18/08/2011 
Ministro, que se mostrou seguro de que será mantido, diz que nomeou secretário já sabendo de sua ficha suja
BRASÍLIA. Na corda bamba, o ministro do Turismo, Pedro Novais, passou quase quatro horas depondo em reunião conjunta de três comissões na Câmara, onde defendeu a indicação de Frederico Silva da Costa para a Secretaria Executiva da pasta. Um dos presos na Operação Voucher, Costa formalizou ontem sua demissão.


Texto completo
Novais disse que nomeou Costa para o segundo cargo do ministério mesmo sabendo que ele era ficha-suja, com bens bloqueados pelo desvio de R$7 milhões de financiamento da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). Disse que recebeu o aval da Casa Civil, segundo ele encarregada de fazer uma varredura na vida do indicado.
Já quase no final do depoimento, surpreendido com a notícia da queda do ministro Wagner Rossi, da Agricultura, Novais se mostrou seguro de que será mantido. Pouco antes dissera:
- Eu, às vezes, rio quando leio nos jornais que estou pedindo demissão ou sendo exonerado.
Quando chegou no auditório Nereu Ramos, coube ao líder do PPS, Ricardo Bueno (PR), informá-lo sobre a queda de Rossi.
- O senhor, em nome de sua biografia, não quer aproveitar e também pedir demissão? - sugeriu Bueno.
Novais disse que só há três hipóteses para sair:
- Primeiro, se a presidente Dilma quiser; segundo, se eu perder o apoio do meu partido; e, terceiro, se eu adoecer. Se nada disso acontecer, vou continuar lutando para botar esse ministério de pé.
Novais lava mãos sobre denúncia
O ministro defendeu Fred Costa, dizendo que ele era de sua inteira confiança. E que o nomeou porque era um dos funcionários mais conceituados do ministério, atendia muito bem uma quantidade enorme de parlamentares e entendia como ninguém dos trâmites do Ministério do Planejamento para liberar emendas.
Sobre o fato de Fred Costa ter ficado com os bens bloqueados por problemas na Sudam, Novais afirmou que não era responsabilidade sua fazer essa triagem:
- Eu vi a reportagem da revista "Época" sobre o assunto (bloqueio dos bens), mas não cabia me posicionar sobre isso. Na varredura da Casa Civil, ele passou. Não o nomeei, quem o nomeou foi a presidente Dilma por indicação minha.
Questionado sobre a falta de controle dos convênios de sua pasta com ONGs, Novais disse que não se sentia traído, porque o técnico do controle interno da pasta, Ricardo Cardoso Santos, só lhe levava ao conhecimento casos de suspeitas de desvio relevantes. E ele deveria comunicar também à Controladoria Geral da União (CGU); se não o fez, e a CGU não reclamou, não tinha por que demitir Cardoso.
- Não fui traído nem enganado. Se fiz papel de bobo? Absolutamente! Tenho todos os defeitos, menos esse. Se estou decepcionado? Também não. Sou capaz de perdoar quando a pessoa merece perdão.
Irritado com as respostas, o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) perguntou se Novais ainda confiava em Fred Costa:
- Se o Fred ainda tem a minha confiança? Isso é um assunto pessoal, não cabe a esta CPI fazer essa pergunta - respondeu Novais, confundindo a Comissão de Defesa do Consumidor, Turismo e Fiscalização com uma CPI.
 

Comments powered by CComment