Pela editoria do site www.averdaesufocada.com - 27/07/2011
 O Coronel Ustra  deve continuar  tranquilo. É o  quarto processo que enfrenta, sendo que  este, foi considerado improcedente e agora reapresentado em outra Vara.
Como podem ver, não foi o primeiro e, provavelmente, não será o último. Todos têm as mesmas caracteristicas e alguns até as mesmas testemunhas.
O julgamento de hoje, como todos os outros é sempre apoiado por testemunhas de acusação ligadas à causa ideológica pela qual pegaram em armas. No caso Merlino, ele era membro atuante do Partido Operário Comunista - POC. Quais são suas testemunhas de acusação?

Texto completo

Serão militantes da mesma organização. Além destes, segundo a imprensa, o ex-ministro da Secretaria dos Direitos Humanos, Paulo Vannuchi , ex-militante da
 

                   Estaremos sempre solidários com aqueles que,
        
          na hora da agressão e da adversidade,cumpri -
                  ram o duro dever de se oporem a agitadores e
                  terroristas de armas na mão, para que a Nação
                  não fosse levada à anarquia.         
                  Gen Ex Walter Pires de Carvalho e Albuquerque 
                                      Ministro do Exército.

ALN, grande incentivador da mudança da Lei de Anistia e um dos  criadores  da  "Comissão  da Verdade Unilateral"  
Não será o coronel Ustra que estará sendo julgado hoje, 27/07/2011, em São Paulo.  Serão as Instituições que atuaram contra as organizações subversivo-terroristas. Ele é apenas , como já declarou em um artigo recente, publicado neste site,  um "bode expiatório" escolhido entre muitos que atuaram no combate à subversão e ao terrorismo.
É algo mais profundo. Não será o coronel Ustra que estará sendo julgado hoje, 27/07/2011, em São Paulo.
  Serão as Instituições que atuaram contra as organizações subversivo-terroristas.Será o regime militar.
 Ele é apenas , como já declarou em um artigo recente, publicado neste site,  um "bode expiatório" escolhido entre muitos que atuaram no combate à subversão e ao terrorismo.
Estas Instituições, tão essenciais para o fortalececimento da frágil democracia  que vivemos atualmente, se houver condenação, terão seus laudos, seus Inquéritos Policiais, seus processos arquivados no Superior Tribunal Militar desacreditados.
Elas precisam ser desmoralizadas, faz parte da tática gramscista.
Além disso, essa também é a vingança daqueles que agora estão no poder. Além do poder, que já conseguiram, falta o principal - para eles, o coronel Ustra é o troféu da guerra que precisam exibir triunfalmente para justificarem os atos terroristas cometidos.

Adicionar comentário