Imprimir
Categoria: Luta armada
Acessos: 3159
 
  Pepe Mujica-presidente do Uruguai
Apesar da pressão da esquerda  o projeto para anular lei de anistia a militares fracassou no país nesta  sexta- feira, 21/05
Dois plebiscitos já haviam demonstrardo a vontade do povo para manter a Lei de Caducidade que evita a investigação de violações dos Direitos Humanos no período da luta armada no Uruguai.. O último deles foi realizado em outubro de 2009, quando Pepe Mujica ex-guerrilheiro , fundador do grupo terrorista Tupamaro, foi eleito presidente.
saiba mais
Fracassou  no Uruguai o  projeto para anular lei de anistia a militares Convocado pela organização Mães e Familiares de presos desaparecidos, um grupo caminhou   em silêncio, sem bandeiras partidárias, segurando fotos dos desaparecidos até a Praça Liberdade onde foram pronunciados os nomes das pessoas desaparecidas e o hino nacional foi entoado em sinal de protesto pela não aprovação do fim da lei de caducidade..
Durante a ditadura uruguaia quase 200 militantes de organizações subversivo-terroristas desapareceram, em sua maioria na Argentina, pela colaboração entre as duas ditaduras no âmbito do plano Condor.
A marcha de sexta-feira ocorreu no mesmo dia que a Frente Ampla (esquerda), que elegeu Pepe Mujica, não conseguiu a maioria necessária para anular uma lei que evitou investigações sobre violações aos direitos humanos na ditadura do país.O presidente Pepe Mujica ainda criticou a posição de seu partido, por discutir, sem consultá-lo, um projeto de lei que anularia a norma.
Mujica se opõe a anulação da lei, pois acredita que ela foi reiterada pela população uruguaia em duas ocasiões. Sua posição desatou uma crise dentro da coalizão,.
Após meses de debates e de uma sessão parlamentar de mais de 14 horas, a FA não conseguiu os 50 votos necessários para aprovar a iniciativa,
 José(Pepe) Mujica, do mesmo partido, preferiu apoiar a maioria do povo uruguaio , demonstrando maturidade política ao se opor a anulação da lei, em prol da reconciliação nacional.
A votação terminou com um empate de 49 a 49.