Ato em frente ao Congresso Nacional- 2004/5
  provido pelo Ternuma. Cinco dessas cruzes 
  têm o nome das vítimas relacionadas abaixo:
  Cabo Ex Odilo Cruz Rosa
 
Guarda civil Orlando Pinto da Silva
  Guarda de segurança João Batista de Souza
  Investigador de polícia José de Carvalho
  Soldado PMSP Manoel Silva Neto

No período de 2 a 10 de maio  reverenciamos a todos os que, tombaram, neste período,  pela violência política de terroristas. Os seus algozes, na ânsia de implantar uma ditadura comunista em nosso país, apoiados por Cuba, União Soviética,China e outros, iniciaram uma luta fraticida que envolveu jovens e enlutou o País.
Hoje,eles, que atentaram contra o Brasil, reescrevem a história, se passam por vítimas e heróis .Nós não temos nem  mesmo o lenitivo de nossos mortos serem lembrados pelo governo, não com indenizações , mas com homenagens, no dia  31 de março, pois eles sim morreram pela democracia.
Seus assassinos ou suas famílias  foram indenizadas pelo governo federal e algumas também pelos governos estaduais.
As famílias de suas vítimas, esperam por justiça até hoje.

08/05/69 – JOSÉ DE CARVALHO  (Investigador de Polícia –  SP)
Atingido com um tiro na boca, durante um assalto ao União de Bancos Brasileiros, em Suzano, no dia 07 de maio, vindo a falecer no dia seguinte. Nessa ação, os terroristas feriram, também, Antonio Maria Comenda Belchior e Ferdinando Eiamini.
Participaram os seguintes terroristas da Ação Libertadora Nacional (ALN): Virgílio Gomes da Silva, Aton Fon Filho, Takao Amano, Ney da Costa Falcão, Manoel Cyrilo de Oliveira Neto e João Batista Zeferino Sales Vani.
Takao Amano foi baleado na coxa e operado, em um “aparelho médico” por Boanerges de Souza Massa, médico da ALN.
08/05/72 – ODILO CRUZ ROSA  (Cabo do Exército – PA)
 Morto na região do Araguaia, quando uma equipe comandada por um Tenente e composta ainda, por dois Sargentos e pelo Cabo Rosa, foram emboscados por terroristas comandados por Oswaldo Araújo Costa “Oswaldão”, na região de Grota Seca, no Vale da Gameleira.
 Neste tiroteio foi morto o Cabo Rosa e feridos o Tenente e um Sargento.
 Julgando que o Cabo Rosa estivesse desgarrado da equipe, o Tenente e os dois Sargentos retiraram-se para Xambioá, a procura de atendimento médico. Lá souberam, através de um mateiro, que o Cabo Rosa tinha sido morto e que “Oswaldão” dissera aos habitantes da região que permaneceria mantendo guarda ao corpo do Cabo, até que ele apodrecesse, e que o Exército não teria coragem para resgatá-lo.
Uma patrulha  embrenhou-se pela selva e conseguiu resgatar o corpo do Cabo Rosa.     

 09/05/69 – ORLANDO PINTO DA SILVA  (Guarda Civil – SP)
Morto com dois tiros, um na nuca e outro na testa, disparados por Carlos Lamarca, durante assalto ao Banco Itaú, na rua Piratininga, Bairro da Mooca. Na ocasião também foi esfaqueado o gerente do Banco, Norberto Draconetti.
Organização responsável por esse assalto: Vanguarda Popular Revolucionária (VPR).   
02/05/70 – JOÃO BATISTA DE SOUZA  (Guarda de Segurança - SP
 Um comando terrorista, integrado por Devanir José de Carvalho, Antonio André Camargo Guerra, Plínio Petersen Pereira, Waldemar Abreu e José Rodrigues Ângelo, pelo Movimento Revolucionário Tiradentes (MRT) e mais Eduardo Leite (Bacuri) pela Resistência Democrática (REDE) assaltaram a Companhia de Cigarros Souza Cruz, no Cambuci/SP. Na ocasião Bacuri assassinou o guarda de segurança João Batista de Souza.

10/05/71 – MANOEL SILVA NETO   (Soldado PM – SP)
Morto por terroristas durante assalto à Empresa de Transporte Tusa. Organização terrorista - ALN
Fontes: Orvil
             Ternuma
Adicionar comentário