Ato público em frente ao Congresso-2004 e 2005 
Promovido p/ ONG Ternuma .
Três dessas cruzes
homenageam :
Ten da FAB Mateus Levino dos  Santos
Sargento do Ex Carlos Argemiro Camargo
 Investigador de Pol Joaquim Melo - PE

Temos acompanhado os pedidos de perdão em nome do Estado brasileiro feitos aos que tiveram suas vidas destroçadas,  e a concessão de indenizações a anistiados que sequestraram, torturaram, assassinaram e praticaram atentados a bomba.   
Colaborando com a Comissão da Verdade que "procura apenas  reconstruir a história", estamos , dia a dia , sempre que possível, relembrando atos criminosos praticados por  organizações subversivo-terroristas que atuaram na décadas de 60 e 70.
Perguntamos a essas mesmas autoridades, que conhecem os crimes praticados por alguns desses "perseguidos políticos" ,  considerados como heróis e vítimas , quando pedirão perdão aos familiares de 119 mortos e centenas de pessoas que permaneceram vivas mas com sequelas sérias.

Nosso objetivo principal , na realidade,  é  reverenciar a todos os que tombaram pela fúria política de terroristas. Move-nos, verdadeiramente, o desejo de que a sociedade brasileira lhes faça justiça e resgate aos seus familiares a certeza de que não serão esquecidos.

Os familiares de seus assassinos ou eles próprios foram indenizados e são cultuados como heróis.
As famílias de suas vítimas esperam até hoje por justiça

24/03/71 – MATEUS LEVINO DOS SANTOS  (Tenente da FAB – Pernambuco)
O  PCBR necessitava roubar um carro para participar do seqüestro do cônsul norte-americano, em Recife.
No dia 26/06/70 resolveram roubar um volks, estacionado em Jaboatão, na Grande Recife, nas proximidades do Hospital da Aeronáutica.
Quatro militantes do PCBR desceram de um carro Ao tentarem render o motorista, este ao identificar-se como Tenente da Aeronáutica, foi ferido gravemente por Carlos Alberto, com dois tiros, um na cabeça e outro no pescoço.O Tenente Mateus Levino dos Santos, após nove meses de impressionante sofrimento, veio a falecer em 24/03/71, deixando viúva e duas filhas menores.

27/03/65 – CARLOS ARGEMIRO CAMARGO (Sargento do Exército – Paraná)
Morto em combate contra um grupo guerrilheiro comandado por Jeferson Cardin de Alencar Osório, em Leônidas Marques, PR.

31/03/70 – JOAQUIM MELO  (Investigador de Polícia – Pernambuco)
Morto por terroristas durante ação contra um “aparelho”.

Adicionar comentário