Exmo. Sr. Ch CComSEx,
Mais uma vez esbofetearam o Exército e desta vez com fôrça inaudita. Premiaram a deserção de Lamarca. Deram uma bofetada no rosto de todos nós, militares da Ativa e da Reserva. Eu, era capitão na época da deserção de Lamarca. Servia na 2ª Cia PE em São Paulo, OM que teve a iniciativa de combater o terrorismo no Brasil.
 
 
Lembro-me muito bem do episódio da deserção, aliás todo descrito no livro do Cel Ustra - A Verdade Sufocada. Sou mencionado lá junto com meu Cmt,  e muito me orgulho do trabalho pioneiro realizado por aquela pequenina mas valente OM do EB, naquela época. Lembro-me de que de madugada, estávamos passando "um pente fino" num VW que tinha sido interceptado pela Guarda Civil de São Paulo, num comando de trânsito, e, que estava cheio de armamento e panfletos subversivos. No banco do carona, debaixo da capa que o cobria, encontramos um recibo de compra de uma Kombi de côr verde-claro, adquirida  da firma Your Car, sita à Av. Brigadeiro Luiz Antonio. O comprador: Carlos Lamarca. Meu Cmt de OM, Maj Jaime Henrique Antines Lameira, por ter sido Aj O do Gen Aluisio Guedes Pereira, Ch EM do então II Ex, pareceu lembrar-se do nome do comprador e que este era Of Ex. Fomos ao gabinete dele e no Almanaque do Exército, lá estava entre os capitães de Infantaria, o nome de Carlos Lamarca. Imediatamente foi telefonado para o Of Superior de Dia à 2ª DI,e lhe comunicamos o fato, tendo recebido como resposta, deixar para 2ª feira, pois era uma 6ª feira. Nestes momentos, Lamarca estava desertando com armamento de sua SU do 4º RI, E, aí começou nossa ação contra o terrorismo.
E, agora, este crime militar, junto com outros cívís, está sendo "premiado". Fica a pergunta, vai ficar assim?
O Exército vai deixar barato esta bofetada? Creio que não, ainda há muito brio e coragem nas linhas V.O.
Atenciosamente
 
Antonio Carlos N. Pivatto
Cel Inf R/1
Adicionar comentário