Webmaster: A quem interessar possa:

 São 3 os volumes do processo Dilma no STM. Mais de 5000 páginas. Existe uma cópia no acervo do projeto "Brasil Nunca Mais" à disposição na sala Marco Aurélio Garcia (ele mesmo) no arquivo Edgard Leuenroth que funciona em um prédio na Universidade de Campinas. O material está microfilmado em algumas universidades americanas.

(Link para matéria da foto ao lado )

Texto completo

 Fazendo a consulta no site da Unicamp, encontrei a seguinte descrição: 

 

Consulta - Acervos dos Arquivos Históricos -

Coleção

Repositório: AEL
Código de Referência: BR UNICAMP IFCH/AEL BNM

Título: Brasil Nunca Mais

Natureza: PRIVADO
Nível de descrição: Coleção
Data(s): [1964-1979]
Dimensão e suporte: 175 metros lineares do documentação textual e 249 fotografias.
Nome(s) do(s) produtor(es): D. Paulo Evaristo Arns (1921-) e Jaime Wright (1927- 1999) (colecionadores)
História administrativa/Biografia: O projeto Brasil Nunca Mais foi idealizado por Dom Paulo Evaristo Arns, então assessor do Cardeal Arcebispo de São Paulo, e pelo Reverendo Jaime Wright, pastor da Igreja Presbiteriana . Contou com o apoio financeiro do Conselho Mundial das Igrejas, organismo internacional ecumênico sediado em Genebra.
História arquivística: A documentação não sofreu intervenção de processamento técnico nas dependências do AEL.
Procedência: Doada pela Curia Metropolitana de São Paulo em 1987.
Ambito e conteúdo: Coleção formada a partir da reprodução dos processos de presos políticos do período da ditadura militar, depositados nos arquivos do Superior Tribunal Militar e Supremo Tribunal Federal.Foram obtidas cópias de 706 processos completos e dezenas de outros incompletos. É possível conhecer a relação dos denunciados, indiciados, testemunhas e declarantes, bem como os nomes dos funcionários encarregados e escrivães da PM, médicos legistas e membros do Conselho de Justiça envolvidos nas ações de repressão aos movimentos de massa, diligências e investigações; informações sobre os réus e organizações visados pela repressão e sobre as leis repressivas. Contém estudos sobre a tortura no Brasil e no mundo, com quadros estatísticos, além da transcrição de depoimentos sobre tortura com informações sobre os mortos e desaparecidos políticos. Os “Anexos” têm origem diversa, foram apreendidos em posse dos militantes ou em diligências às residências e aparelhos, e anexados como “prova de subversão”.
Local: Brasil
Sistema de arranjo: Os documentos encontram-se numerados.
Condições de acesso: Sem restrição.
Localização Física: Arquivos deslizantes.
Condições de reprodução: Sem restrição, observando-se as normas internas do AEL.
Idioma: Português.
Instrumentos de pesquisa: Relatório Final: O Regime Militar; A Pesquisa BNM; Os Atingidos; Os Funcionários; Perfil dos Atingidos (publicado em livro); As Leis Repressivas; A Tortura (3 v.); Os Mortos; Índice dos Anexos; Inventário dos Anexos.
Existência e localização dos originais: Superior Tribunal Militar e Supremo Tribunal Federal.
Existência e localização de cópias: Latin American Microform Project(LAMP),Chicago EUA

 

 

Notas: Acesse o Relatório Final (12 volumes de índices) produzido pelo projeto através do endereço: http://www.armazemmemoria.com.br/

 

http://www.armazemmemoria.com.br/Plugin.aspx

Com o link acima, instale o Plugin antes de abrir o link abaixo

http://www.docvirt.no-ip.com/asp/armazemmemoria.asp?bib=docbnm

Após abrir você terá acesso aos 12 volumes produzidos nesse trabalho.

 

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar