Marina, morena,me faça um favor... Pinte esse
 rosto que eu gosto da cor do céu. Preserve o 
  meio ambiente. Vermelho lembra queimadas!

Marina Silva defende 'plenária' para decidir sobre apoio no segundo turno
Terceira colocada, candidata quer incorporar 'núcleos vivos' da sociedade.
'Brasil tem um segundo turno para pensar duas vezes', afirmou.
Mariana Oliveira -  G1 - Globo.com
A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, que alcançou quase 20% dos votos válidos e terminou em terceiro lugar na eleição, defendeu uma discussão interna no partido para decidir se a legenda apoiará Dilma Rousseff (PT) ou José Serra (PSDB) no segundo turno.
Em pronunciamento na noite deste domingo em São Paulo, ela pediu que o partido faça uma reunião plenária que incorpore, além dos militantes, "os núcleos vivos da sociedade", refererindo-se a intelectuais e artistas, entre outros segmentos. "Façamos a discussão no partido, mas que esses núcleos vivos sejam ouvidos", afirmou.
Segundo a candidata, a discussão é necessária porque os votos pertencem ao eleitor. "Vamos fazer uma discussão. Que sejam ouvidos o Movimento Marina Silva, os intelectuais. Faremos uma plenária para avaliar nossa posição. O voto não é da Marina, nem de José Serra, nem da Dilma. O voto, fora da visão patrimonialista das coisas, é do eleitor", afirmou.
Integrantes do partido disseram na noite deste domingo que a decisão será tomada por um grupo composto por 21 pessoas, criado para discutir a campanha de Marina. Esse grupo, no entanto, acabou não atuando tanto quanto se esperava e as decisões foram tomadas pela coordenação. Desses 21, 10 pessoas foram indicadas pelo partido, 10 por Marina e o outro é o presidente nacional do PV, José Luiz de França Penna, que já se manifestou favoravelmente ao apoio a Serra. Marina Silva não quis comentar o posicionamento do presidente da legenda.
Adicionar comentário