www.claudiohumberto.com.br
Sobrou para os servidores da Coordenação-Geral de Pesquisa e Investigação da Receita Federal, que apenas cumprem ordens. Ontem eles foram afastados do trabalho por quinze dias, enquanto superiores tentam identificar fontes da notícia desta coluna sobre a investigação fiscal de oficiais do Exército, o que é ilegal, ordenada em 18 de janeiro pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.
  
Sem testemunhas
O afastamento dos servidores da área de Investigação da Receita pode facilitar o sumiço das provas, até porque não haverá testemunhas.
  
Digitais virtuais
O pedido de investigação fiscal tinha a assinatura eletrônica do chefe de gabinete do general Jorge Félix, ministro-chefe do GSI.
  
Documentado está
Para ordenar a devassa, o GSI usou o sistema “Note” de comunicação entre ministros, e por ele recebeu o resultado às 18:56 de 23 de março.
  
Ousadia
Quando a violação do sigilo foi solicitada, permaneciam na ativa três dos quatro generais investigados pela Receita sem ordem judicial.

Comments powered by CComment