O Estado de S. Paulo - 18/01/2010  
Atingido pelas denúncias de corrupção no governo do Distrito Federal, o vice-governador Paulo Octávio (DEM) comunicou oficialmente ao presidente do partido, Rodrigo Maia (RJ), que deixará a política. Paulo Octávio voltará a cuidar exclusivamente de suas empresas, que incluem uma das maiores imobiliárias de Brasília. A decisão do vice-governador põe fim a uma carreira política de 20 anos, iniciada em 1990 ao ser eleito deputado federal.

 


 

Adicionar comentário