Pela editoria do site www.averdadesufocada.com
  Quem é Cesar Benjamin ou melhor César de Queiroz Benjamin que, em 27/11/2009, com seu artigo " Os filhos do Brasil", publicado na  Folha de São Paulo, deixou Lula triste e abatido, seus assessores enlouquecidos , jornais e  Internet em polvorosa e o Brasil escandalizado?
A biografia  de César Benjamin, como ele assina seus artigos é resumida mais ou menos nesses termos:
César Benjamin, 55anos , militou no movimento estudantil secundarista em 1968 e passou para a clandestinidade depois da decretação do Ato Institucional nº 5, em 13 de dezembro desse ano, juntando-se à resistência armada ao regime militar. Foi preso, por suas opiniões políticas, em meados de 1971, com 17 anos quando alfabetizava camponeses no interior da Bahia. No final de1976 foi expulso do país.
 Retornou com a Anistia. Ajudou a fundar o PT, do qual se desfiliou em 1995. Em 2006 foi candidato a vice-presidente na chapa liderada pela senadora Heloísa Helena, do PSOL, do qual também se desfiliou. Trabalhou na Fundação Getulio Vargas, na Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, na Prefeitura do Rio de Janeiro e na Editora Nova Fronteira. É editor da Editora Contraponto e colunista da Folha.

 

Quem lê sua biografia imagina um jovem estudante que militava  no movimento estudantil  e que as armas que  usava eram lápis e papel para alfabetizar camponeses no interior da Bahia.

Tremendo engano !... Pesquisando dados no  Projeto Orvil verificamos que  Cesar Benjamin era conhecido na luta armada por 16 codinomes - "Cesinha" ; "Fidelis" ; "Eduardo" ; "Gilberto" ; "Gil" ; "Domingos" ; "Ribamar" ; "Julinho" ; "Cabral" ; "Floriano" ; "Flo"; "Paraiba" ; "Paraibinha" ; "Laerte Abreu Junior" ; "Laerte- e, entre eles, "Menininho", o mais conhecido.
Suas atividades eram bem mais violentas do que se imagina... 
." Menininho", aos 16 anos, em 1969, era integrante do Grupo de Fogo - GF - do MR-8 ( Movimento Revolucionário 8 de  Outubro ).Organização altamente violenta, que, entre outros atos terroristas sequestrou o embaixador dos Estados Unidos. Mesma organização a qual pertencia o ministro Franklin  Martins.  
Nas suas peripécias terroristas conseguiu fugir da polícia por três vezes. 
- No dia 13 de novembro de 1970, César de Queiroz Benjamin, o "Menininho", quando "cobria um ponto"  com Sônia Eliana Lafoz e Caio Salomé Souza de Oliveira, na Rua Visconde de Itamarati, junto à Igreja Divino Salvador, no Encantado/ Guanabara, hoje Rio de Janeiro, foi cercado por policiais.Os três, ao  notarem a presença da polícia,  reagiram   à bala ,  ferindo os detetives José Evaristo da Silva e Valter Modesto Dias e fugiram sob os olhares de dezenas de populares. Os três militantes conseguiram fugir, com Caio baleado na mão e Sônia ferida de raspão na cabeça e na perna.
No local deixaram um bornal com uma pistola e um cano de chumbo cheio de dinamite.   Foi a 1ª fuga.

  - No dia  20 de novembro de 1970, sob o comando de Mário Prata, o MR-8 assaltou o Banco Nacional de Minas Gerais, agência Ramos. No banco entraram Mario Prata , Sérgio Landulfo Furtado, Alexandre Lyra de Oliveira, José Carlos Avelino da Silva e Dirceu Grecco Monteiro. Na cobertura, junto à porta, ficaram Zaqueu José Bento e Manoel Henrique Ferreira. Na rua, como cobertura externa, estavam Stuart Edgard Angel Jones, Cesar de Queiróz Benjamin, Nelson Rodrigues Filho, Marilena Villas-Boas Pinto e José Mauríci Gradel. Enquanto se processava o assalto, chegou um  carro-forte do banco e seus integrantes, imediatamente, entraram em.intenso tiroteio com os  terroristas, saindo feridos dois guardas e um transeunte, além de Stuart Edgard Angel Jones, baleado no joelho. Os militantes, levando mais de 55 mil cruzeiros novos e um  revólver Taurus calibre .38, fugiram em três carros, depois de picharem o muro em frente ao banco, com a frase "Comando Joaquim Câmara Ferreira - homenagem do MR-8 a "Toledo", da ALN, falecido em 23/10/1970. 

 Na Avenida Brasil, na aItura de Bonsucesso, quando faziam o transbordo de Stuart, os militantes foram atacados por um guarda que os havia seguido. Alexandre Lyra de Oliveira foi baleado no ombro e nas costas, enquanto que o guarda caía, atingido por um tiro de espingarda desfechado por César de Queiroz Benjamin , "Menininho".

 Em 27 de novembro, Mario Prata, "Menininho", Marilena, Roberto das Chagas, Manoel Henrique Gradel e José Carlos Avelino assaltaram os dois policiais militares que davam guarda no Mirante Dona Marta, ponto turístico em Botafogo, levando-lhes dois revólveres e suas fardas. Na ocasião, feriram a coronhadas o tenente do Exército, Flávio Amarante Ribeiro, que passeava no local com a família.

Para encerrar o ano de 1970, em 29 de dezembro, o MR-8 assaltou a Kornbi de transporte de valores do Moinho Inglês, em São Cristóvão, o que lhe proporcionou cerca de 33 mil cruzeiros novos.

Quase  duas dezenas de carros roubados e 14 assaltos foi o saldo da organização nesse ano. Em compensação, teve dezenas de quadros presos e um  membro da Direção Geral morto. No ano seguinte, a linha militarista do MR-8 continuaria a prevalecer, com a realização de dezenas de ações armadas.

- Na Bahia, o MR-8 contava, também,  com a estreita colaboração do Padre Paulo, da Paróquia do Peru, em N.S. de Guadalupe, um dos representantes da "Organização Sem Nome", integrada por padres e religiosos que editavam o.jornal "O Círculo" e mantinham um Curso de Alfabetização de Adultos, utilizado, pelo MR-8, para proselitismo e recrutamento.  Independente do CR/BA, João Lopes Salgado dirigia o trabalho  de campo na Bahia, em duas áreas: na região de Cangula, em· Alagoinhas, e na região do médio São Francisco, entre os municipios de Brotas de Macaúbas e Ibotirarna.

Nesse inicio de ano, fruto das intensas atividades de roubo praticadas no ano anterior, não faltava dinheiro ao MR-8. Assim, foram destinados Cr$ 27.000,00  à Bahia, sendo Cr$ 10.000,00 à CR e Cr$ 17.000,00 enviados para apoio ao trabalho de campo

Um fato  novo  para o MR-8: Carlos Lamarca rompeu com a VPR e, alguns dias depois, ingressou no MR-8 junto com sua amante, Iara Iavelberg. A primeira vista, parecia que o MR-8 se fortalecia com a adesão de Lamarca, aumentando  o seu prestígio junto às esquerdas. Na realidade a organizacão recebia um "elefante branco" e a responsabilidade de  mantê-lo  na.absoluta clandestinidade

No dia 18 de fevereiro, aconteceu a primeira "queda" do ano para o MR-8, com a prisão de .Alexandre Lyra.de Oliveira, quando  "cobria um ponto" com Edmilson Borges de Souza., do Partido Comunista Brasileiro Revolucionário - PCBR -. Alexandre falou tanto em seus interrogatórios que seria acusado, mais tarde, de ter "passado para a repressão" e  falsamente fugido em novembro de 1975. (Entrevista com César Queiroz Benjamin, o " Menininho", publicada no " Caderno de Campanha ", nº 9, de 1979).

Também em abril, César Queiroz Benjamin, o "Menininho", assumiu o CR/BA, esfacelado com as sucessivas quedas de quadros e militantes. Unificou o trabalho realizado em Alagoinhas ao CR, estabeleceu rígidas normas de segurança e determinou que fossem feitos diversos levantamentos para futuros assaltos.

- 06 Ago 71, à tarde cobriu ponto com José Carlos de Souza ( ROCHA ) no centro de Salvador/BA ; policiais deram voz de prisão aos dois . "Menininho" atracou-se com os agentes, chegou a atirar e fugiu. Foi a 2ª fuga.  José Carlos foi preso e começou a denunciar diversos companheiros.

- 21 Ago 71, às 19:00 H, logo depois de passar um telegrama do Rio de Janeiro para Iara Iavelberg ( sem saber que ela já estava morta ), "Menininho", num Volks, com Ney Roitman, Alberto Jak Schprejer ("SOUZA" ; "BETO") e Teresa Cristina de Moura Peixoto ( TETÊ ), é detido por uma operação de rotina , na Avenida Vieira Souto, na altura do Jardim de Alá. Ao serem solicitados os documentos, "Menininho" saiu rapidamente do carro, fugindo correndo entre os transeuntes. Foi a 3ª fuga.

 No veículo, o diário de Lamarca e cartas para Iara Iavelberg forneceram, aos orgãos de segurança, a certeza de onde deveriam procurar e concentrar esforços. Sem saber do acontecido e sentindo-se "queimado" no Rio de Janeiro," Menininho" retornou a Salvador, sendo preso em 30 de agosto, num "ponto" delatado por Jaileno, no Rio Vermelho.

- Após longa série de assaltos e ter escapado de três choques com a polícia, o "terrível Menininho", com apenas 17 anos, mostrou-se extremamente dócil nos interrogatórios. Suas extensas declarações, todas de próprio punho, desvendaram a linha política e as ações do MR-8. Muitos militantes foram, então, identificados. Chegou, inclusive, a fazer uma análise dos métodos de interrogatório aplicados, declarando-se surpreso com o bom tratamento recebido e com o nível de seus interlocutores.Com essa nova e importante fonte, os orgãos de segurança, que já haviam retirado boa parte de seus efetivos da região de Brotas de Macaúba, retornaram ao local, iniciando-se nova caçada a Lamarca e a Zequinha, que  localizados foram  mortos.
Comentários  
#1 Caio Cesar Rocha 07-01-2018 21:31
Muito boa colocaçao. Veja meu artigo sobre Caio Asfor Rocha respondendo a todas as
duvidas que as pessoas podem buscar. Facilita muito encontrar as informaçoes
necessaria em pouco tempo.
Adicionar comentário