Por ALLAN P. SCOTT -  Ex Correspondente de Guerra

Ultimamente a imprensa tem falado muito sobre os desaparecidos políticos do Araguaia. Desaparecidos políticos  uma pinóia. Eles se intitulavam guerrilheiros  e estavam se articulando desde antes de 1964, imaginando criar uma nova Sierra Maestra, a exemplo de Fidel Castro, para implantar no Brasil o mesmo regime sanguinário de Cuba. Só não contavam com a atuação altamente profissional do Exército Brasileiro, que desbaratou o bando e desmontou a base guerrilheira que estava se enquistando no coração do Brasil.

Texto completo

Aqueles terroristas podem ter morrido em combate ou também em acidentes e não foram resgatados pelos seus companheiros. O desaparecido  pode ter desertado, mudado de nome e de país, para fugir dos comparsas ou da própria família, como já ocorreu.

Tudo pode ter acontecido. Vez por outra aparece um desaparecido . Agora mesmo chegou um da Europa. Cabo Anselmo declarou na TV Bandeirantes que Heleny Teles Guarabira "está viva por aí". O escritor Hugo Studart, em uma crônica , declarou que Hélio Navarro e mais cinco estariam vivos

O que mais foi sentido pela cúpula do PCdoB não foi a derrota na guerra , mas sim a perda dos estipêndios recebidos do exterior, o famoso OURO DE MOSCOU,que engordava a conta bancária de vários dirigentes do partido, em detrimento da tropa despreparada que eles lançaram na aventura amazônica.

Depois de muitas tentativas, está em curso mais uma operação para localizar os desaparecidos . O PCdoB sabe onde eles estão. É só abrir os arquivos do partido.

Agora, a rarefeita população da área, foi treinada e ensaiada para representar o papel de vítima do passado, com a promessa de polpudas indenizações e pensões, àqueles antigos moradores que sentem o cheiro do dinheiro fácil.

Surgiu então a figura do MATEIRO, pessoa simples e pobre que vê aparecer a oportunidade de BAMBURRAR. (Na linguagem dos garimpeiros da região significa achar uma valiosa pedra ou filão aurífero, que vai lhe dar o sustento para o resto da vida).

Daí aparecem estórias fantasiosas de viu mas não viu, aconteceu mas não aconteceu, ajudou mas não ajudou, combateu mas não combateu, guiou os soldados mas não guiou......

O que aconteceu de verdade é que com a chegada dos paulistas  ou terroristas em 1966/68, alguns moradores viram uma oportunidade para ganhar dinheiro e passaram a prestar pequenos serviços remunerados, foram sendo doutrinados e admitidos como simpatizantes, chegando até a participar de justiçamentos  e expropriações  para demonstrar fidelidade à causa.

A ignorância, a natural ambição de lucro e o abandono governamental, fizeram o negócio prosperar.

Ao chegarem os soldados, o prato da balança pendeu para o outro lado e naturalmente a situação foi se invertendo.

As crianças e os jovens, por curiosidade, foram se aproximando dos soldados.

Muitos adultos foram ao Exército levando informações sobre a região, seus habitantes e seus temores.

Depois de cuidadosa seleção, alguns poucos homens foram contratados como conhecedores da mata, recebendo pagamento em dinheiro e comida, inclusive para ser levada para suas famílias. Ninguém foi forçado, ninguém foi maltratado e muito menos torturado como se tem noticiado agora.

O Exército necessitava de guias e qualquer pessoa de mediana inteligência pode entender que NÃO SE ATRAI MOSCAS COM VINAGRE , portanto o tratamento dispensado aos mateiros era melhor até do que víamos ser dado aos militares. Dinheiro no bolso, barriga cheia, muita folga, roupa nova, calçados novos, era o que todos queriam na vida. Havia até a promessa de doação de títulos de propriedade de terra aos mais dedicados, o que de fato aconteceu.

Mas a guerra  terminou......

......Mas a "guerra" terminou. O soldado foi embora. A esquerda foi tomando conta de Xambioá e preparou o terreno para o revanchismo, a vingança pela humilhante derrota e a transformação dos terroristas em guerrilheiros e dos "paulistas"em "heróis".

Como conseguir "testemunhas oculares da história"?

Isso seria fácil. O dinheiro compra tudo, até mesmo a consciência das pessoas sem caráter.

O PCdoB tem que abrir os seus arquivos para que os brasileiros e o mundo saibam ,que ele anteviu a história com sua bola de cristal, e antes de 1964 passou a enviar seus mais qualificados membros para o exterior (China, Cuba e Cortina de Ferro) para cursos de guerrilha , que mais tarde iriam operar nas cidades e nas matas do Brasil.

Ainda bem que esses cursos não se mostraram eficientes. Alunos relapsos? Professores incompetentes? Doutrina genérica para áreas específicas? Isso fica para a autocrítica das esquerdas.

O objetivo estratégico do PCdoB não era derrubar a ditadura militar, mas substituí-la pela DITADURA DO PROLETARIADO.

Mas o nosso assunto é MATEIRO e ninguém melhor que o JOSÉ CATINGUEIRO para retratar o mateiro sem caráter, que vendeu sua alma ao diabo e os seus serviços para aquele que estivesse ouestá pagando mais.

É ZÉ CATINGA. Acontece que eu o conheci muito bem e sei da sua vida.

No início você mamava na teta dos "paulistas". Depois achou um patrão melhor e passou a vender os seus serviços e suas informações como guia dos soldados e dedo-duro dos seus antigos amigos.

Então não faltou dinheiro nem comida para você e para a sua família.

ZÉ CATINGA! Eu o conheço bem!

Lembra-se daquele botequim de Xambioá, que à noite funcionava como danceteria, com luz negra e tudo mais? Você era frequentador assíduo e adorava as biritas que lhe pagavam. A sua língua ficava solta e você cantava todas as pedras que queriam. No início de 74, você, para se gabar ou mostrar serviço, dizia para quem quisesse que você tinha matado a "Cristina". Você se lembra disso?

Agora como "os home" estão por cima e montados no dinheiro, você resolveu descolar uma indenização que está sendo prometida, se tudo der certo. Cuidado! A traição é punida pelos comunistas com a pena de morte.

Cuidado! ... Não vá esquecer o que combinou com eles, não vá esquecer o que você vai dizer.... Ensaie e decore bem cada palavra, porque eles não perdoam vacilo.

Você se lembra dos "justiçamentos" de João Pereira, de Osmar, de Pedro Mineiro, de Mundico e de outros? E a história do Celso Daniel de Santo André e do Toninho do PT de Campinas?

CUIDADO!

O partido sabe de tudo !


Essas campanhas para achar "desaparecidos" são bandeiras que o partido levanta sempre que quer aparecer na mídia e não é interessante para ele acabar com essa motivação agora. Não vão encontrar muita coisa e outras campanhas virão.

O COMUNISMO É UM MONSTRO SEM FACE, CORAÇÃO DE PEDRA, BRAÇOS MUITO LONGOS E TEM AS MÃOS SUJAS DE SANGUE......

 

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar