A Conferência Episcopal Hondurenha divulgou nesta segunda-feira um comunicado em que reconhece a normalidade institucional em Honduras e a vigência do estado de direito. A entidade nega ainda que tenha havido um golpe no país.

 

Texto completo

 

 

        “A primeira constatação dos bispos é que a institucionalidade está vigente na nação. E a atuação de cada uma dessas instituições, em matéria jurídica e legal, está de acordo com o Estado de Direito. Não há a aplicação de disposições legais contraditórias, imprecisas ou sectárias”.

        Os bispos observam ainda que, “na prática, existiu complementaridade na atuação dos entes do Estado hondurenho, o que resultou num ato de sucessão presidencial”. Ou seja, os bispos negam que tenha havido um golpe e evocam o artigo 239 da Constituição hondurenha, que deixa claro que perde automaticamente o mandato quem investe em aventura continuísta, golpista, como tentava esse marionete de Hugo Chávez, chamado Manuel Zelaya.
 
 

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar