Imprimir
Categoria: Forças Armadas
Acessos: 943

Braga Netto alterou texto sobre golpe de 1964, e disse que data devia ser celebrada

Crédito: Divulgação

Ao contrário do que previa a versão anterior do documento, Braga Netto escreveu que a data deve ser “celebrada” como um marco da história. O novo ministro também excluiu um trecho que discorria sobre as Forças cumprirem função de instituição de Estado. De acordo com a Folha, aliados de Azevedo consideraram que as alterações foram simbólicas e que acenam para Bolsonaro.

“O movimento de 1964 é parte da trajetória histórica do Brasil. Assim devem ser compreendidos e celebrados os acontecimentos daquele 31 de março”, diz a ordem do dia publicada na terça-feira (30), assinada por Braga Netto.