Eu, de minha casa, pela televisão, acompanhava os momentos difíceis pelos quais meu marido passava, sendo interrogado por uma comissão composta por pessoas escolhidas por membros defensores  da esquerda e designados por Dilma, membro de organizações subversivo terroristas, cuja intenção era apenas acusar as Forças Armadas que foram designadas para lutarem contra as organizações terroristas que tentavam implantar o comunismo no Brasil.
No dia, ao sair de casa para ser interrogado, meu marido não levou nenhum documento, nem mesmo o livro que no final foi tão necessário para mostrar ao Dr. Cláudio Fonteles,  Procurador Geral da República, que o documento que o mesmo apresentava como secreto e com inúmeros erros não podia ser desmentido se o coronel não estivesse de posse do seu livro.
Por mais de seis anos eu procurei saber quais foram as duas senhoras que apresentaram o livro do Cel Carlos Alberto Brilhante Ustra -  A verdade Sufocada- A História que a esquerda não quer que o Brasil conheça - ao Coronel e ao Procurador.
Procurei, de várias maneiras, saber quem eram para que eu agradecesse, pois fiquei grata par sempre.

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar