Imprimir
Categoria: Política Externa
Acessos: 278

Segundo a denúncia, os encontros do “espião” com membros do Partido Comunista Chinês (PCC) ocorrem na Europa.Nesse sentido, o FBI e a CIA querem a cooperação da Polícia Federal para aprofundar as investigações

.Porém, a morosidade de uma ala da PF no Brasil, ligada ao PSDB, tem atrapalhado o processo de investigação contra o “espião”.

Em um vídeo publicado esta semana, Oswaldo Eustáquio revela maiores detalhes sobre o caso e o nome do “espião”.

A grande imprensa nacional mantém absoluto silêncio.

Aliás, apenas uma jornalista da Folha reclamou no Twitter do fato de Oswaldo Eustáquio estar se manifestando. Cobrou a "censura" ao colega.

São tempos sombrios...