José Serra
Jornal da Cidade - 03/07/2020 às 10:42
A força-tarefa da Operação Lava Jato no estado de São Paulo denunciou o senador e ex-governador de São Paulo, José Serra, e sua filha Verônica Serra, por lavagem de dinheiro.Na manhã desta sexta-feira, 3, a Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa de Serra, assim como mais sete mandados, entre eles, um contra o ex-tesoureiro do PSDB, Ronaldo Cezar Coelho.

{jcomments on}O Ministério Público Federal afirmou que entre 2006 e 2007 a Odebrecht pagou a José Serra cerca de R$ 4,5 milhões, para usar nas suas campanhas ao governo do estado de São Paulo, e cerca de R$ 23 milhões (atualizados em R$ 191,5 milhões), entre 2009 e 2010, para a liberação de créditos com a Dersa, estatal paulista extinta no ano passado.

Segundo a operação, Verônica Serra, constituiu empresas no exterior junto com empresário José Pinto Ramos, amigo de seu pai, ocultando seus nomes, e por meio delas receberam os pagamentos que a Odebrecht destinou ao então governador de São Paulo.

Ramos é citado como responsável pela operação das transferências, mas ainda não foi denunciado pelo MPF.

Demorou, mas chegou, finalmente José Serra acertará as contas com a Justiça.

Após José Serra ser denunciado pela Operação Lava Jato em São Paulo e ter sofrido um mandado de busca e apreensão na manhã desta sexta-feira, 3, o presidente do PSDB no estado, Marco Vinholi, divulgou nota sobre a operação e garantiu ter “absoluta confiança” no senador.

“O PSDB de São Paulo defende a ampla e irrestrita investigação dos fatos sempre que houver questionamentos envolvendo recursos e agentes públicos”, diz a nota.
E prossegue:

“Ressaltamos nossa absoluta confiança no senador José Serra, na sua história e conduta, e na Justiça, onde as ações serão devidamente esclarecidas.”

Finalmente a Lava Jato chegou no tucanato.

Precisa avançar mais até alcançar um certo ex-presidente.

da Redação
.........................................................................................................................................
Publicado no G1

(.....)Segundo o Ministério Público Federal, a Odebrecht pagou a Serra cerca de R$ 4,5 milhões entre 2006 e 2007, supostamente para usar na sua campanha ao governo do estado de São Paulo; e cerca de R$ 23 milhões, entre 2009 e 2010, para a liberação de créditos com a Dersa, estatal paulista extinta no ano passado.
Os procuradores concluíram que houve lavagem de dinheiro usando a técnica "follow the money" ("siga o dinheiro", em tradução livre).

A denúncia diz que Serra e Verônica praticaram lavagem de dinheiro de obras do Rodoanel Sul no exterior de 2006 a 2014.
O senador não vai responder a crimes atribuídos a ele até 2010, como corrupção. Esses crimes já prescreveram, segundo a denúncia. Como Serra tem mais de 70 anos, o tempo para os crimes prescreverem cai pela metade.

No entanto, o tucano responderá por supostos crimes de lavagem de dinheiro que ocorreram após essa data, e que, segundo o MPF, foram cometidos até 2014. Segundo a denúncia, a cadeia de transferência e ocultação do dinheiro ocorreu de 2006 a setembro de 2014 e foi controlada pela filha Verônica.

Em nota, a Odebrecht diz colaborar com a Justiça. “A Odebrecht, hoje comprometida com atuação ética, íntegra e transparente, colabora com a Justiça de forma permanente e eficaz para esclarecer fatos do passado”.

Veja quem foi denunciado
José Serra: hoje senador, ex-governador de SP foi denunciado duas vezes por lavagem de dinheiro
Verônica Allende Serra, filha de Serra, foi denunciada duas vezes por lavagem de dinheiro

Comments powered by CComment