Observação do site www.averdadesufocada.com: Dória e seu grupo - Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre, FHC, Caiado, Haddad, GilmarMendes, Alkckimin, CENTRÂO - OS FABIANOS - e outros que se reuniram para planejar a derrubada do Presidente Bolsonaro, na realidade não estão preocupados com a economia e pouco com a pandemia. Se não existe um remédio certo e infalível para acabar ou diminuir sensivelmente o aumento de mortes, como um médico, que foi curado pela hidrocicloroquina nega-se a anunciar o que pode te-lo curado.
Isto é uma guerra. O que existe sim é quem terá mais chance para chegar a Presidência ou o mais próximo possível de cargos de projeção no futuro governo. 
Como pode o Ministro da saúde se negar a tentar alguma coisa que possa aliviar o sofrimento no início da doença e ainda ir claramente no fantástico desautorizar o seu chefe. Aquele que depositou a sua confiança em um médico ortopedista, político por dois mandatos. Ultimamente a imprensa anti-bolsonaro dedicou os microfones exclusivamente a ele, que junto ao governador Caiado que mal receberam o Presidente que foi verificar uma obra em Águas Lindas - cidade goiana - hospital que foi financiado pelo dinheiro do Governo Federal (Bolsonaro).

Comments powered by CComment