Jornal da cidade
A mesa do Senado Federal, no afã de votar uma Medida Provisória que estava com o prazo vencendo no último dia 12 de dezembro, tentou computar a presença de senadores presentes na sessão do dia 11 de dezembro. Um absurdo.
A ‘pilantragem’ foi denunciada em plena sessão pelo senador Oriovisto Guimarães.
Na sua exposição sobre os fatos, Oriovisto esclareceu que na sessão do dia anterior o senador Davi Alcolumbre havia declarado “com todas as letras” que estava encerrada a sessão. Logo, as presenças da sessão anterior não poderiam ser computadas na sessão subsequente.
O senador que presidia a mesa tentou justificar, mas não convenceu.
É inadmissível que um parlamento se valha de ilegalidades para tentar ocultar a sua própria incompetência.:
ORIOVISTO GUIMARÃES

Adicionar comentário