Imprimir
Categoria: Luta armada
Acessos: 498

O Jornal O Globo de 19/07/2019 publicou  a seguinte matéria :
Em café da manhã com a mídia estrangeira  o presidente Jair Bolsonaro  acusa a colunista do Globo de mentir sobre ter sido torturada e afirma , equivocadamente, que ela integrou a luta armada contra a ditadura  militar instalada no país em e dirigia-se à guerrilha do Araguaia quando foi presa , na década de 1970. Disse ainda que  Miriam mente ao firmar que sofreu abusos  e foi torturada na prisão.”
 Para que se conheça a verdade segue o texto abaixo :
Pelo menos o integrar a luta armada é verdade. Ela era dos quadros do PCdoB, organização guerrilheira, com atuação urbana e principalmente rural.

{jcomments on
Se ela pegou em armas, não sei, mas mesmo que atuasse apenas no escalão de apoio , isso não a isenta da participação na guerrilha .

}O PCdoB, de linha maoísta queria implantar um regime  comunista no Brasil nos moldes chinês.
Miriam , uma universitária, não convencerá a ninguém se disser que não sabia desse propósito. Portanto, lutou sim pela imposição da ditadura comunista no Brasil.

Esse fato a descredencia de acusar o regime militar com relação a violar  direitos humanos, pois o PCdoB, onde militou, era uma das  organizações mais violentas .

 Quanto ao mais que tenha sido dito na matéria do site www.oglobo.globo.com/brasil, eu não tenho conhecimento para opinar.

Gen Rocha Paiva.