Militares venezuelanos pedem asilo na embaixada do Brasil em Caracas
Presidente Jair Bolsonaro na cerimônia pelos 100 dias de governo, no Palácio do Planalto, em Brasília - 

Militares venezuelanos pediram nesta terça-feira (30) asilo na embaixada do Brasil em Caracas, durante a rebelião em apoio ao líder opositor Juan Guaidó para derrubar Nicolás Maduro – informou uma fonte da presidência brasileira, sem detalhar quantos, de que patente, ou se foram aceitos.

{jcomments off} 

“Houve vários pedidos de militares, sim, mas não podemos dizer quantos nem de que patente”, declarou. 

Segundo o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, o número de militares que pediram asilo subiu para 25. 

Rêgo Barros deve se pronunciar ainda nesta terça para detalhar o número e esclarecer se os pedidos foram aceitos, ou não, pelo governo brasileiro. 

O presidente Jair Bolsonaro manifestou nesta terça-feira o apoio do Brasil “à transição democrática no processo” na Venezuela, onde militares se rebelaram para apoiar Guaidó.

Comments powered by CComment