Rússia alertou os Estados Unidos nesta quinta-feira (24) a não intervirem militarmente na Venezuela, dizendo que uma medida desse tipo desencadearia um cenário catastrófico, segundo a agência de notícias "Interfax".
EUA não aceitam ordem de expulsão de Maduro da Venezuela
EUA alertam Maduro contra violência na Venezuela
Rússia se diz preocupada com apoio dos EUA à oposição na Venezuela

Venezuela: Rússia se diz alarmada com EUA falando em agir

Secretário de Estado dos EUA discute situação da Venezuela com novo chanceler brasileiro

O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, declarou-se presidente interino do país na quarta-feira, recebendo o apoio de Washington e de muitos países latino-americanos e levando o presidente socialista Nicolás Maduro, que lidera a Venezuela desde 2013, a romper relações diplomáticas com os Estados Unidos.


Segundo a "Interfax", o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Ryabkov, disse que Moscou estará ao lado da Venezuela para proteger sua soberania e o princípio da não interferência em seus assuntos internos.

Adicionar comentário