Gen Maio Ivan- 08/06/2018
Essa análise está bem interessante. Amargurado, constato que, conforme venho alertando há anos, será muito difícil reverter o mal implantado nas últimas décadas pelos governos de esquerda. Creio, mesmo, que em alguns casos será impossível fazê-lo. É uma pena. Falta de aviso não foi

. Sou testemunha de que nos últimos anos diversas vozes solitárias denunciaram veementemente a divisão de classes, os desvios na política externa, a falta de confiabilidade das eleições, o desarmamento da população, a insegurança pública, a tragédia do nosso sistema de educação, o descaso com a aplicação da Lei, o incentivo ao ócio, a criminosa tolerância com o crime e a violência, a realização de benesses com o dinheiro do contribuinte, o arbítrio na criação de leis em desacordo com nossos costumes, a irresponsabilidade do abandono de nossa infraestrutura, a péssima condução de nossa política econômica, a intromissão em assuntos internos de outros países, etc, etc, etc. Agora o leite já está derramado. Inês é morta. Precisaremos de décadas de governos sérios, conduzidos por autênticos estadistas, para consertar pelo menos parte dessa bagunça.

Por meu turno, lamento que grande parte do caos que hoje vivemos tenha sido causada com a contribuição da Odebrecht, empresa da qual sempre fui admirador durante toda a minha carreira de engenheiro. (E pensar que a ex-presidentA dizia que o país iria à bancarrota se não preservasse a Odebrecht...).
Queira Deus que não mais venham a surgir outras "tenebrosas transações" ainda não descobertas, dessas que nos assombram logo no primeiro noticiário do dia como, por exemplo, a da inacreditável quadrilha de doleiros que durante anos locupletou-se com nosso dinheiro, em detrimento da Educação, da Saúde e da Segurança.
(Cá entre nós, a meu ver o crime do Lula é muito maior que o triplex do Guarujá: é crime de responsabilidade).

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar