Estado de exceção II
Por Joseita Brilhante Ustra
Continuando o assunto de ontem,  segue abaixo parte do artigo do Sr  Wadih Damous publicado no Globo, pág 12 - 10/07/2017:
...” O que há de comum nesses pensamentos é a noção de que diante de um “inimigo poderoso” faz-se necessário recorrer  a qualquer  mecanismos de repressão, ainda que estranhos  ao ordenamento jurídico em vigor. Ou seja ,  “vale tudo” na defesa de um “ bem maior” ou para promover a “guerra suja”: o combate a corrupção. Dessa forma , Brilhante Ustra e a sua equipe de torturadores”...
...”Já os agentes da Lava Jato  e seus defensores consideram válidas – ainda que não autorizadas por lei – a violação do princípio do juiz natural: prisões preventivas arbitrárias  para obter confissões e delações , conduções coercitivas  sem prévia intimação ; divulgação ilegal de grampos ilegais; vazamentos “...
...”No  final das contas, o que  esses rapazes de Curitiba poderão  contemplar como  grandes feitos  de sua lavra serão a consolidação  da cultura  do ódio e da intolerância e a descrença na democracia e na Constituição, já que incapazes  de acordo com o que ajudaram a disseminar, de promover um combate eficaz à corrupção.
 
Que balanço a posteridade fará da Lava-Jato? Que produziu um estado de exceção.”
 
Assim segue o Senhor Wadih Damous , ex-presidente da OAB/ RJ , atual deputado Federal /RJ – PT, com críticas severas à dedicada Força Tarefa do Juiz Sérgio Moro, que eu, como muitas pessoas  rebatemos  abaixo:.
 
1- Quanto  a comparação do período de guerrilhas combatidas pelo Regime Militar, usando o nome do Cel Ustra,  e a “ guerra”  contra a corrupção – nunca vista neste país em tamanha proporção - combatida pela Polícia Federal,  só se justifica pelo revanchismo. Que poderes teria um major para mudar as leis existentes na época?
 
2- Quanto a consolidação da cultura do ódio e da intolerância e a descrença na democracia,  a  grande maioria da sociedade já se deu conta de onde partiu a disseminação desses problemas, agravados, a partir do primeiro governo de ex-membros das antigas organizações subversivo-terroristas, muitos deles envolvidos nos escândalos de corrupção.


3 -  Não será necessária esperar a posteridade, para que a sociedade aplauda a Operação Lava Jato, pois qualquer balanço   sobre os benefícios que ela trouxe para o momento político  brasileiro serão sempre muito positivos.  Se não conseguir todos os seus objetivos, já que muitos foram alcançados – a luta política para criminalizar o trabalho das  Forças –tarefas e manobras no legislativo onde alguns, talvez muitos, estão envolvidos  poderão tornar  inviáveis a prisão dos mais poderosos, o que não desmerecerá o esforço do juiz Sérgio Moro e suas forças-tarefas.

       4 -  Queira Deus que a  honestidade vença para que possamos viver em um país  onde a corrupção não continue a nos envergonhar. Sem corrupção, sem conchavos, o povo poderá ter saúde, educação, segurança e orgulho de ser brasileiro!..

     NOS  ESTAMOS COM A OPERAÇÂO LAVA JATO E O JUIZ SÉRGIO MORO!
 
 
 
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Anti-spam: complete the taskJoomla CAPTCHA
You didn't specify KeyCAPTCHA plugin settings in your Joomla backend.