PT foi ‘serviçal’ dos bancos, delata Palocci
13/06/2017 às 09:21
O Partido dos Trabalhadores no exercício do poder foi o partido dos banqueiros, do sistema financeiro, dos bancos e das grandes empreiteiras.
O PT nunca teve qualquer preocupação com os trabalhadores é um dos ‘aperitivos’ da delação de Antonio Palocci.
A delação do ex-ministro arrebenta qualquer discurso mais progressista do PT e desnuda o vínculo umbilical do partido com o capital.

 

Por dinheiro, leia-se ‘propina’, o PT repassava informações privilegiadas do Banco Central e fazia todo tipo de acerto que beneficiasse os grandes conglomerados, obtendo propina como reciprocidade.
 
O resultado não poderia ser outro. Apenas no governo Lula, os bancos lucraram 279,9 bilhões de reais, contra 34,4 bilhões de reais durante mandato de seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso, ou seja, oito vezes mais.
 
O governo Dilma foi ainda mais lucrativo para os banqueiros, superando FHC e Lula.
 
Palocci vai entregar com detalhes toda esta parafernália.
 
A delação do ex-ministro será um escândalo sem precedentes, de proporções ainda maiores que Odebrecht e JBS.
 
Quem viver verá!
 
Gonçalo Mendes Neto
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 

Comentários  

0 #1 Dalton C. Rocha 25-06-2017 11:16
"Porém o suprassumo da cretinice é contestar a fidelidade de Lula ao comunismo mediante a alegação de que é um larápio, um corrupto. Qual grande líder comunista não o foi? Qual não viver como um nababo enquanto seu povo comia ratos? Qual partido comunista subiu ao poder sem propinas, sem desvio de dinheiro público, sem negócios escusos, sem roubo e chantagem?" > http://www.dcomercio.com.br/categoria/opiniao/el_mayor

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar