NÃO PODEMOS E NÃO VAMOS ESQUECER O 31 DE MARÇO DE 1964 (Continuação 26)
Por Aluísio Madruga de Moura e Souza
No Brasil, o PT chegou ao Governo, mas sabia com bastante clareza que ainda não detinha o Poder. Então vinha se esforçando  para comprar com favores, os mais variáveis possíveis, e principalmente com o vil metal a consciência  de componentes de vários setores da vida pública, em particular, do Congresso Nacional. Tempos atrás enfrentava problemas com o Judiciário. Hoje nem tanto, exceto no que diz respeito a operação Lava Jato e suas derivadas. Só não se apercebe quem não quer.

 Não vamos esquecer que o pior cego  é aquele que não quer enxergar, quase sempre por interesses pessoais. E, na atualidade, a grande maioria da elite brasileira esta nesta situação, imaginando que “engolindo sapo” estarão salvas se o comunismo chegar a ser implantado entre nós. Ledo engano. Naturalmente todos têm  conhecimento a respeito dos mais recentes  e dos atuais presidentes da Venezuela, da Argentina, do Uruguai e do Chile. Tomaram conhecimento que os presidentes do Uruguai,  do Senado e também da Câmara daquele País eram guerrilheiros “Tupamaros”, todos portanto dignos representantes da antiga OSPAAL e OLAS. Aí estão os dados para reflexão. O PT vinha adotando a estratégia da política de lassidão e cooptando as autoridades e as massas em busca das condições objetivas e subjetivas desejáveis para conquistarem de vez, os três poderes nos quais já possuía muitos de seus militantes e “apadrinhados” e que lá estavam ou estão por força de dispositivos legais.

 

            Então, para uma melhor reflexão façamos uma rápida retrospectiva do que foi o caminhar do comunismo no Brasil para que o leitor possa melhor avaliar nossa atualidade política.  Em verdade, as raízes mais remotas e profundas do Movimento Comunista Internacional(MCI), no Brasil, estão contidas na Confederação Operária Brasileira(COB), de inspiração anarquista, criada em 1908 na cidade do Rio de Janeiro. Porém foi com a criação do Partido Comunista- Seção Brasileira da Internacional Comunista(PC-SBIC) no ano de 1922, consequência do vitorioso golpe bolchevista liderado por Lênin na Rússia, que o comunismo passou a influir definitivamente na vida política brasileira, para dela não mais se afastar até os dias atuais. Foram três tentativas marcantes de tomada do Poder e que reafirmamos: em 1935 por intermédio da Intentona Comunista; em 1964 com os comunistas alinhando-se a uma parcela da burguesia; e, posteriormente, refeitos da recente derrota sofrida, por intermédio da violência  revolucionária que durou, para muitos, de 1966 até meados de 1975, ano no qual realmente as Forças Legais anunciaram como destruída a Guerrilha do Araguaia. Não obtiveram êxito, mas continuam tentando utilizando-se da miséria, da pobreza, do analfabetismo e da corrupção para difundirem sua propaganda enganosa. Chegaram ao Governo de forma legítima, ou seja, pelo voto. Corromperam os três   poderes e levaram o caos à Saúde Pública, a Segurança Pública, a educação e a tudo o mais que se possa imaginar. Estamos com Estados como o Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e outros falidos. Daí a importância dos verdadeiros democratas terem sempre em mente que o preço da liberdade está diretamente relacionado com a eterna vigilância  a respeito de onde estão e o que estão fazendo os marxistas- leninistas e trotskistas de outrora, a maioria hoje também adeptos das teses gramscianas. (continua)

 

 

 

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Anti-spam: complete the taskJoomla CAPTCHA
You didn't specify KeyCAPTCHA plugin settings in your Joomla backend.