Multinacional japonesa envolvida na Lava-jato também deve fazer delação premiada
Toyo Setal se coloca à disposição do Ministério Público, e acordo deve envolver executivos de 1º escalão.
Cleide Carvalho – Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. - O Globo - 04/11/14
A japonesa Toyo Setal deve se transformar na primeira empresa a assinar acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal nas investigações da Operação Lava-jato. Na semana passada , um de seus executivos , Júlio Camargo , aderiu ao acordo. Agora, a empresa se colocou à disposição , e o acordo pode envolver vários executivos do primeiro escalão.

 A Toyo Setal tem contrato tem contrato de R4 1,1 bilhão  com a Petrobrás no Complexo  do Rio de Janeiro  ( Comperj ), e de R4 2,09 bilhões na montagem  de uma unidade de fertilizantes em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Outra empresa do grupo a EBR Estaleiros do Brasil, participa da obra da plataforma P-74, e seu estaleiro deve ser feito no Rio Grande do Sul com recursos do Fundo da Marinha Mercante.
Júlio Camargo foi apontado pelo doleiro Alberto Youssef como o contato da empresa para participação no esquema. Três empresas em nome de Camargo – Treviso, Piemonte e Auguri – fizeram  depósitos em contas  de empresas de fachada usadas pelo doleiro. Depositaram ao menos R$16,6 milhões entre  2009 e 2013. Elas teriam sido usadas para esquentar dinheiro, ou seja, justificar valores que Youssef aplicava  em negócios  dos setores imobiliários  e hoteleiro (...)
 (...) O Ministério Público Federal espera que aas empresas contribuam com as investigações. O Objetivo é assinar um Termo de Ajustamento de Conduta, no qualo as companhias que colaborarem tenham as penalidades reduzidas e,em contrapartida, comprometam-se  a adotar  medidas de governança corporativa, com regras que punam  funcionários que se envolvam em corrupção  com o setor publico.
Procurada a Toyo Setal não se pronunciou. 

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar