16/09/14 - Líder do MST diz que se Marina for eleita haverá protestos diários
Já o ex-presidente Lula evitou dizer o nome de Marina, apesar de não ter poupado a adversária
Grasielle Castro - Correio Braziliense - 16/09/14 
Lula e Stedile participaram de um ato político em frente à sede da Petrobras, no Centro do Rio

        Esta gang do Foro de São Paulo e genéricos, ainda 
       têm coragem de fazer ameaças e tumultuar o país?
      Vejam o que está acontecendo hoje em São Paulo !...

Um dos líderes nacionais do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), João Pedro Stedile ameaçou ontem fazer “protestos diários” em frente à Petrobras caso a candidata Marina Silva (PSB) se eleja presidente do Brasil. Ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, discursando para um público de cerca de 2 mil pessoas, Stedile atacou a principal adversária de Dilma Rousseff (PT). 

“Queremos que pare a terceirização, que parem os leilões. A ‘dona Marina’ que invente de colocar a mão na Petrobras, que voltaremos aqui todos os dias (em protesto)”, afirmou Stedile. Nos ataques, o líder do MST também aproveitou para se referir a Marina como “aquela candidata que recua todo dia”. “Quem aqui deixa se enganar por ela? Ela quer ou não quer entregar o pré-sal?”, indagou. 

Já o ex-presidente Lula evitou dizer o nome de Marina, apesar de não ter poupado a adversária. “Mas posso dizer que sou contra a candidata que faz oposição a Dilma. Porque ela vai terminar mostrando as inconsistências de um programa de governo feito a 500 mãos”, criticou Marina Silva. 

Vestindo o casaco laranja da Petrobras, Lula discursou durante 23 minutos em frente à sede da petroleira na Cinelândia, no Rio de Janeiro, em uma manifestação organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). “Estou presente aqui porque, quando surgem algumas denúncias de corrupção contra a Petrobras, muitas pessoas começam a ter vergonha de vestir o uniforme da empresa e eu insisto em fazer isso. Não tenho vergonha desta camisa, que deve orgulhar os trabalhadores e o povo brasileiro pelo que a Petrobras significa para país”, afirmou Lula, ao iniciar o pronunciamento.

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar