Pela Editoria do site www.averdadesufocada.com
A Justiça Federal, em tempo record, acatou denúncia do Ministério Público contra cinco militares acusados da morte e desaparecimento , em 1971, do deputado Rubens Paiva.
O juiz Márcio Guterrez Taranto, segunda–feira, 26/05/14  entendeu que a Lei de Anistia, ampla geral e irrestrita, promulgada em 1979,  não se aplica a casos de desaparecimentos.
A Lei da Anistia foi incorporada na Constituição de 1988, sendo confirmada em 2010 pelo Supremo Tribunal Federal.
.Além da Lei da Anistia, 43 anos depois dos fatos de que os militares são acusados, os crimes já prescreveram.
Rubens Paiva foi cassado em 1964, tendo fugido para o exterior, em seguida. De volta ao Brasil , depois algum tempo, foi preso pela Aeronáutica , em sua casa, suspeito de intermediar a troca de correspondência entre subversivos de várias organizações que, do Chile, correspondiam-se e orientavam companheiros para futuras ações.
As cartas, foram interceptadas pelos agentes, com duas passageiras que voltam do Chile, uma delas mãe de um subversivo que fugira do Brasil.

Comments powered by CComment