Crimes do Riocentro já prescreveram; decisão de juíza deve ser revista
Reinaldo Azevedo - Veja - 15/05/14

Os crimes do Riocentro, sejam lá quais forem os seus autores, já prescreveram. Essa história de “crimes contra a humanidade”, da forma como se tenta emplacar no Brasil, é só exercício do direito criativo. A propósito: o terrorismo também é um crime contra a humanidade. Não é verdade que todos os anistiados em 1979, por exemplo, tenham cumprido pena antes. Há gente que saiu do Brasil sem prestar contas por seus atos. Matar um inocente num regime ditatorial não é diferente de matar um inocente numa democracia. Ou será que é?

Leia íntegra no link: 
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/crimes-do-riocentro-ja-prescreveram-decisao-de-juiza-deve-ser-revista/

Comentários  
#3 Roberto Albernaz 19-05-2014 06:32
Começamos relembrando os crimes cometidos por esses que seguiram o Mini manual guerrilheiro de Carlos Marilghella como Carlos Eugênio (demente)da Paz que se diz "apaixonado" pelo mesmo e muitos outros que fugiram com o rabo preso no meio das pernas e hoje se dizem "combatentes" e fizeram muitos atentados à bombas.Lembrand o: "Em nenhum país do mundo,terrorist a é considerado combatente".Tod o esse processo é movimentação revanchista barata.Essa juíza deveria em seu campo de trabalho apreciar os crimes que hoje estão ao nosso redor social,trafican tes dizimando famílias inocentes,roubo s de ordem pública entre outros que estão amendrotando toda a sociedade e que por sinal são frutos desses mesmos que detonaram o Brasil no passado. Os militares,fizer am sua missão e devolveram o país nos rumos o qual deveriam seguir com o desenvolvimento e reconhecimento mundial de uma país emergente.
#2 Tiago 18-05-2014 20:51
Acho a Lei da Anistia péssima, uma abominação jurídica e humanitária. Além disso ela é uma das grandes culpadas pela distorção da nossa história, se tivessem punido TODOS não tava essa bagunça que tá hoje.
#1 Carlos de Carvalho 18-05-2014 08:04
O CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA - CNJ deve investigar essa juíza porque ela e outros que vierem, insistem em burlar a LEI DE ANISTIA apesar do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF já ter apreciado E JULGADO A PRESCRIÇÃO, a menos que o SUPREMO NÃO MAIS SUPREMO, estando submisso à instância INFERIOR...
Adicionar comentário