Plantão - O GLOBO de 25Abr
 Ex-coronel do Exército que confessou ter participado de torturas e mortes na ditadura militar é assassinado em Nova Iguaçu 25/04/2014 - 13:44 Extra
O ex-coronel do Exército Paulo Malhães foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira dentro de sua casa, num sítio do bairro Marapicu, zona rural de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O militar da reserva teve atuação de destaque na repressão política durante a ditadura militar. No mês passado, em depoimento à Comissão Nacional da Verdade, ele assumiu ter participado de torturas, mortes e desaparecimentos de presos políticos.

Segundo investigadores da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense, que acabam de realizar uma perícia no local, três homens invadiram a residência de Paulo Malhães na tarde desta quinta-feira. Ele ficou em poder dos bandidos de 13h às 22h, segundo o relato de testemunhas. Dentre elas a viúva do ex-coronel, Cristina Batista Malhães:

- Eu fiquei amarrada e trancada no quarto, enquanto os bandidos reviravam a casa toda em busca de armas e munição. Não era segredo que ele era colecionador de armas - disse Cristina, enquanto era conduzida para a Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) para prestar depoimento.

O caseiro também foi conduzido para a delegacia. Ele também ficou trancado em outro cômoda da casa, amarrado.

Segundo o delegado Fábio Salvadoretti, da DHBF, não havia marcas de tiros no corpo de Paulo Malhães, apenas sinais de asfixia.

- A princípio, ele foi morto por asfixia. O corpo estava deitado no chão do quarto, de bruços, com o rosto prensado a um travesseiro. Ao que tudo indica ele foi morto com a obstrução das vias aéreas.

A perícia foi feita no local. Policiais apreenderam na casa um rifle e uma garrucha antigas e colheram impressões digitais, que serão analisadas

Comentários  
#6 Carlos Alberto Pires 27-04-2014 20:53
Pelo amor do Eterno deem-me (-10),(-100),(- 1000), mas em verde nunca em vermelho.
#5 O Chato diz tudo 26-04-2014 16:13
Brasil acima de tudo! Assim caminha o Brasil: matam os seus heróis, pelo comunismo do mundo inteiro - Caso não agissem, hoje o povo seria "ESCRAVO" - À ÉPOCA, E É O QUE ELE QUIZ DIZER: NÃO ESTAVA HOMOLOGADO NENHUMA LEI DE ANISTIA, NEM LEI DE TORTURA NO PAÍS, QUE SOMENTE CHEGOU EM 1.995, SEUS CANALHAS, O MÉTODO MUNDIAL PARA TRATAR "GUERRILHEIROS" E "TERRORISTAS", ERA AQUELE QUE ELE NARROU! Hoje, publicada e homologada a Lei que, só tornou-se constitucional, após, 1995 (C.F. 1988) vêm juristas e querem que retroaja para prejudicar! A soberania nacional é derrespeitada pelos incaltos da CNV que, nem estudaram o que ocorreu à época. Os Estados Unidos, até hoje, vai noutros países e buscam os terroristas no mundo inteiro e, ninguém contesta. Já leram a Bíblia? Se voltarmos aos tempos de "CRISTO", veremos injustiças, sendo contadas constantemente, por que não retroagem e contestam? Somente juristas VAGABUNDOS QUE DISCUTEM AO COINTRÁRIO DO ÓBVIO. Curiosidade: Levítico versus 20?
#4 Anônimo 26-04-2014 02:14
Há ao menos uma testemunha da atuação desse Coronel na repressão clandestina?
#3 Carlos Alberto Pires 25-04-2014 21:15
Talvez o meu comentário acima parecerá à maioria dos colegas comentaristas como a trilogia de Henry Miller “Sexus, Plexus, Nexus.” Um mistifório. Enfim uma confusão.
Escrevi no vernáculo italiano a fim de não perder a essência daquilo que é meu desejo externar. Ou seja, fazer uma comparação entre a maneira de proceder da máfia e o sórdido "modus operandi" relacionado a essas execuções de dois coronéis do exército que depuseram CNV.
A terceira Lei de Isaac Newton diz: "A toda ação corresponde uma reação" e o resto nós já sabemos. Saiamos do academicismo e partamos para o campo real.
Quero dizer com isso que, caso as investigações levem a conclusões revanchistas, devemos reagir da mesma forma. Para cada militar assassinado por comunistas mataremos igualmente um deles. Utilizaremos o método da retaliação.
Não me venham com contraditórios que existe justiça que impeça esse tipo de atitude arbitrária numa sociedade civilizada.
Chumbo grosso.
#2 Ricardo Oliveira 25-04-2014 20:35
Começou !!! Justiçamento ? Tenho dúvidas se vai parar por aí ...
#1 Carlos Alberto Pires 25-04-2014 17:10
La Vendetta.
Come dice il detto.
Amico riconciliato, nemico doppio.
A buon intenditor poche parole.
Adicionar comentário