Imprimir
Categoria: Diversos
Acessos: 4389

 O Conselho Nacional de Oficiais R/2 do Brasil, criado em 22 de abril de 1997, representando suas quatorze entidades regionais, diante da gravidade das situações geradas pelo episódio da demarcação de terras indígenas em Roraima, RESOLVE expedir a seguinte Nota Oficial: 

 

 

Texto completo

    1 -  REAFIRMAMOS que  o território brasileiro é indivisível e intocável e nos declaramos prontos a atuar, se necessário e em qualquer cenário, juntamente com nossos representados, sempre que convocados para manter a nossa unidade política, fazer respeitar o princípio da soberania nacional e garantir os poderes constitucionais, a lei e a ordem.

    2 - REITERAMOS, porque oportunos, os termos da “Declaração da Amazônia Brasileira”, emanada do VI Encontro Nacional de Oficiais da Reserva do Exército – VI ENOREX, realizado em 16 de Outubro de 2004, na cidade de Manaus. 

    3 - REPUDIAMOS, energicamente, qualquer tentativa, explícita ou velada, de impedir, limitar ou dificultar o acesso de cidadãos brasileiros, no pleno exercício de seus direitos constitucionais, a qualquer região do solo pátrio, em especial às nossas Forças Armadas. 

    4  -  REPELIMOS, veementemente, qualquer interpretação da chamada Declaração da ONU Sobre os Direitos dos Povos Indígenas, de 13 de setembro de 2007, que viole a soberania do Estado Brasileiro sobre a totalidade de seu território e de suas riquezas, bem como restrinja, a qualquer título e sob  pretexto algum, a atuação das Forças Armadas do Brasil no cumprimento de suas missões constitucionais.  

  5 - REGISTRAMOS, enfaticamente, nossa concordância e integral apoio às manifestações e posicionamentos do Exmo. Sr. General-de-Exército Augusto Heleno Ribeiro Pereira, Comandante Militar da Amazônia, no que se refere à manutenção da soberania nacional, em toda a sua plenitude, nas chamadas terras indígenas, como de resto em toda a Amazônia Brasileira. 

    6  -  LOUVAMOS, gratificados, a coragem cívica, o destemor pessoal, a grandeza de propósitos e a reconhecida competência profissional do ilustre General Heleno, cuja estirpe caracteriza os mais dignos herdeiros de Caxias. 

    7  -  ASSINALAMOS, pesarosos, que a sociedade brasileira padece em meio a uma crise onde o civismo, a moral, a ética e os bons costumes estão sendo suplantados pela febre do sucesso rápido, do ganho fácil, da vitória e do poder a qualquer preço. 

    8  -  PROCLAMAMOS, finalmente,  que nós, da Reserva Atenta e Forte, estamos organizados e atuando intensamente para manter, preservar e difundir os princípios, valores e atributos assimilados durante a nossa permanência na ativa do Exército Brasileiro. A liberdade e a democracia se mantêm através de um permanente estado de vigilância. Não podemos esquecer que a desordem institucional e a omissão dos homens de bem é que conduzem os incompetentes e os tiranos ao poder. 

Rio de Janeiro, 18 de abril de 2008, 

Sérgio Pinto Monteiro - 2º Ten R/2 Art - Tu 1961

Presidente do Conselho Nacional de Oficiais R/2 do Brasil

 

 

ENTIDADES FILIADAS AO CNOR

Associação dos Oficiais da Reserva da Amazônia – AM

Associação Brasileira de Oficiais da Reserva do Exército – ABORE – SP

Associação dos Ex-Alunos do CPOR/RJ

Associação dos Oficiais da Reserva do Exército – BH – MG

Associação dos Ex-Alunos e Amigos do CPOR/PA

Associação dos Ex-alunos do CPOR/R

Associação dos Oficiais da Reserva do Estado da Bahia

Associação dos Oficiais da Reserva do Exército de Brasília – DF

Associação Mato-Grossense de Oficiais da Reserva – MT

Associação do Ex-Alunos do NPOR de Natal – RN

Associação dos Ex-Alunos do NPOR de Petrópolis – RJ

Associação dos Oficiais da Reserva de Ponta Grossa – PR

Associação Paraibana de Oficiais da Reserva – PB

Associação dos Ex-Alunos do NPOR de Pelotas – RS

Associação Juizdeforana de Oficiais da Reserva – MG (em fase de filiação)