“1964 – O Brasil entre armas e livros” faz um sucesso extraordinário no Youtube
Posted on abril 10, 2019 by Tribuna da Internet
Resultado de imagem para 1964 – O Brasil entre armas e livros€
Percival Puggina e Olavo de Carvalho aparecem no filme sobre 1964
Percival Puggina
Tão logo teve anunciada sua projeção para o dia 31 de março, o filme “1964 – O Brasil entre armas e livros”, produzido pelo Brasil Paralelo, causou enorme indignação em muitos meios de comunicação. Indignação do tipo que faz os dentes rilharem, causa pesadelos e contraturas musculares, dá cefaleia e dor no ciático. Coisa séria mesmo.Há muito tempo tem-se a impressão de que a esquerda brasileira é proprietária dos direitos autorais referentes à interpretação e descrição dos acontecimentos históricos em geral e daquele período em particular. É por não admitirem esse tipo de “invasão de propriedade” que são contra o Escola Sem Partido e a favor do absolutismo monárquico em sala de aula. A história que se conta define o que se pensa sobre o presente e o futuro. Capice?

Caro leitor,
Demorou bem mais do que deveria, mas o terrorista italiano Cesare Battisti finalmente confessou seus crimes.
Battisti admitiu ter participado diretamente de quatro assassinatos na Itália, nos anos 1970, quando cerrava fileiras no grupo terrorista Proletários Armados pelo Comunismo.
Este é o desfecho tão esperado pela Itália e pelos italianos ─ de todos os matizes políticos ─, que lutavam por justiça havia muitos anos.
E também um capítulo vergonhoso da história política do Brasil ─ que nos remete aos governos do PT.
Após ser condenado em seu país, Battisti passou décadas foragido. Passou por México, França e Brasil.
Foi aqui que o italiano conquistou o status de refugiado político do então ministro da Justiça petista, Tarso Genro.

GRUPO TERNUMA

= Terrorismo Nunca Mais =

Convidamos a  todos os nossos associados e amigos para a MISSA EM MEMÓRIA DOS MORTOS NA LUTA ARMADA que será celebrada às 19:30 horas do dia 31 de Março, na Paróquia Militar de São Miguel Arcanjo e Santo Expedito  (Eqn 303/304 - Asa Norte, Brasília – DF). 

Informamos ainda que no dia 04 de abril de 2018 reiniciaremos o nosso ciclo de palestras e eventos do Ternuma, com a Palestra do General Girão Monteiro - Deputado Federal, que será realizada na Associação dos Ex-combatentes às 20h00. Em breve maiores informações.

Compartilhem e compareçam.

GUSTAVO GROSZEWICZ BRITO

Presidente

= Nenhuma ditadura serve para o Brasil

Ato ,em frente ao Congresso Nacional  em  31/03/04 - em homenagem às 119 vítimas do terrorismo praticado pelos guerrilheiros terroristas que pretendiam implantar uma ditadura comunista no Brasil..

Ternuma - Terrorismo Nunca Mais -,em frente ao Congresso Nacional - 31/03/04 - em homenagem às 119 vítimas do terrorismo praticado pelos guerrilheiros terroristas que pretendiam derrubar o Regime Militar para implantar uma ditadura comunista no Brasil. No mês de março, continuaremos a citar, para que não sejam esquecidos  , os nomes  de alguns patriotas mortos de forma brutal por aqueles que se apresentavam como  "heróis  defensores da democracia e  da liberdade ".  

26/06/68 – MÁRIO KOZEL FILHO -  ( soldado - São Paulo ) 

Na madrugada fria e nublada do dia 26 de junho de 1968, no Quartel General do II Exército, o silêncio e a tranqüilidade eram visíveis. Oficiais, sargentos e soldados dormiam e descansavam. Nos seus postos, as sentinelas estavam atentas, zelando pela vida de seus companheiros e protegendo as instalações do QG, pois o período era conturbado. As guaritas estavam guarnecidas por jovens soldados que, aos 18 anos, cumpriam com o dever, prestando o serviço militar obrigatório. Todos pertenciam ao efetivo do 4º RI e se apresentaram nos primeiros dias de janeiro.