O encontro afetuoso entre o petista e o terrorista e a explicação que nunca foi dada 
Jornal da cidade online.com.br - 15/12/2018
A contramão da Justiça e contra a manifesta vontade do governo e do povo italiano, descumprindo um acordo existente entre os dois países, o ex-ministro da Justiça Tarso Genro conseguiu evitar a extradição do terrorista e assassino italiano Cesare Battisti.

Mais tarde, já na condição de governador do Rio Grande do Sul, fez questão de receber o criminoso como se fosse uma autoridade, em pleno Palácio Piratini, sede do governo gaúcho, onde na oportunidade trocaram um forte e afetuoso abraço.

A explicação que Tarso nunca deu é por qual motivo, numa outra oportunidade, autorizou a extradição de atletas cubanos, que não haviam cometido crime algum, mas que pediram asilo politico durante os jogos Panamericanos do Brasil em 2007.

Incoerente, injusto e traidor.

Veja o vídeo abaixo 

Adicionar comentário