REPASSO – A primeira ação de violência física foi  a explosão no Aeroporto de Guararapes(Recife),em Jul 1966. O ato de terrorismo indiscriminado matou na hora duas pessoas - um jornalista e um almirante da Reserva ; fez ainda quase duas dezenas de feridos. Ainda nessa década de 60 ataque ao QG llEx estraçalhou o corpo de jovem soldado,seguido- se sequestros de embaixadores e assassinatos de seus seguranças.Isso e muito mais causaram igual reação do DOI.

 NÂO PODEMOS CALAR E NOS OMITIR...
Conheci o então capitão USTRA e convivemos no período de JAN de 1967 a DEZ de 1969, quando realizávamos o curso da Escola de Comando e Estado -Maior do Exército e posso afirmar que , pelo seu caráter e  qualidades morais e éticas, que sempre demonstrou, jamais seria um torturador....É preciso, já que  ele não está mais  entre nós, que os que com ele conviveram e o conheceram naquele tempo e em outros não se calem, mas  o defendam da pecha de "TORTURADOR"que a ESQUERDA RADICALlhe impôs e que a mídia repete, como aconteceu ontem, dia 20 ABR, no Jornal Nacional , na voz enfática e afirmativa  do apresentador BONNER...

É desse modo, repetindo uma mentira mil vezes, que se transforma um HERÓI, a quem o EXÉRCITO e o BRASIL muito devem, mas que não  o ampararam quando necessário, em BANDIDO...

OS TERRORISTAS , ASSASSINOS ,SEQUESTRADORES ASSALTANTES DE BANCO, que pretendiam implantar o regime cubano no BRASIL e foram derrotados em 1964 , no entanto, receberam vultosas indenizações e muitos ocupam posições destacadas na política ou no Governo....      ( veja, p.ex., no GOOGLE a ficha da Sra.Dilma...).

Para o destemido e competente Coronel Ustra, a nossa continência; para o ditador da foto, o nosso desprezo pelas vítimas inocentes que assassinou. Absurdo é que o governo e seus seguidores aplaudam o segundo e se esforcem em detratar o primeiro. É o esforço para reescrever a verdade histórica.