LULA, QUEM DIRIA, ESTÁ COM MEDO DO POVO
Maria Lucia Victor Barbosa - 15/08/2017
Mesmo estando condenado em primeira instância a nove anos e seis meses de prisão, e sendo réu em cinco processos, Lula da Silva prossegue em campanha, que ele diz que não é campanha. Desse modo, depois de alguns anos anunciando que sairia em caravana, finalmente parece que tal vai acontecer no próximo dia 17. Será a tentativa de reeditar as caravanas de 1993 e 2001, outros tempos, outros momentos. Segundo é anunciado ele percorrerá o Nordeste e o tour totalizará 25 cidades em 18 dias.
Conforme a Folha de S. Paulo (14/08/2017), possíveis aspirantes à presidência da República têm também efetuado giros por alguns Estados, porém, a atividade dos citados está longe do que Lula já fez e pretende fazer, sendo que nenhum deles está condenado. 


Obs do site www.averdadesufocada.com : Eu não sabia o que é isso! E agora ?...

Fachin desmembra denúncia e Loures será processado na primeira instância
Rocha Loures
Loures acaba de perder o foro privilegiado
 O Tempo - (Agência Estado)
O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu desmembrar a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer e o ex-assessor especial do presidente Rodrigo Rocha Loures por corrupção passiva no caso JBS. Conforme antecipado pelo Broadcast Político na semana passada, Fachin decidiu enviar a denúncia contra Loures para Justiça Federal do DF. Fachin também oficializou que o inquérito, quanto a Michel Temer, ficará suspenso até fim do mandato do presidente, após a Câmara barrar o avanço da denúncia.
‘Operação Abafa’ contra a Lava Jato é visível e ostensiva, diz o ministro Barroso
Barroso volta a denunciar o esquema  da corrupção 
 O Tempo - (Agência Estado)
Um dia depois de a Câmara dos Deputados barrar a denúncia contra o presidente Michel Temer, o ministro Luis Roberto, Barroso do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que a “Operação Abafa” contra a Lava Jato é uma realidade visível e ostensiva atualmente. Sem citar nomes diretamente, o jurista afirmou ainda que existe uma legião de pessoas que gostaria que o Brasil continuasse a ser “o País feio e desonesto que criamos”.
Resultado de imagem para temer,lula, dilma e collor

Dos cinco, quatro se dizem ‘perseguidos políticos’

De repente, o Brasil tem quatro presidentes que sofrem perseguição política
Carlos Newton - Tribuna da Internet - 08/08/2017
Nunca antes, na História de nenhum outro país, se viu coisa igual.  De repente, o Brasil passou a ter quatro presidentes que dizem sofrer “perseguição política” simultaneamente – o atual governante Michel Temer; sua antecessora Dilma Rousseff, que sofreu impeachment; o ex-presidente Lula da Silva, já condenado a nove anos e meio de prisão; e o ex-presidente Fernando Collor, denunciado por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, que depende de decisão da Segunda Turma do Supremo, para ser processado.Uma das características que os quatro presidentes têm em comum é a desculpa de sofrerem “perseguição política”.....

Leia o restante da matéria em www.tribunadainternet.com.br

 

 

Temer autorizou pagamento de R$ 3 milhões a Cunha pela JBS, diz revista
Redação SRzd -01/08/2017
Em 2014, o então vice-presidente Michel Temer, na chapa de Dilma Rousseff, autorizou a JBS a pagar R$ 3 milhões ao então deputado do PMDB Eduardo Cunha em “dinheiro sujo”, segundo a revista “Época”. O valor seria descontado dos R$ 15 milhões a que Temer teria direito junto à empresa. O pagamento foi combinado entre Temer e o lobista da JBS, Ricardo Saud.
Ao ser consultado por Saud, Eduardo Cunha disse que queria o pagamento em dinheiro vivo, conta a revista. O lobista, então, procurou Temer pessoalmente. O então vice-presidente respondeu “Pode fazer”. O pagamento foi registrado em uma das planilhas de propina da JBS, como mostra a “Época”. A sigla MT significa “Michel Temer”