29/03 - Feitos do governo militar

 Pela editoria do site www.averdadesufocada.com

  
  Presidente Humberto Castello Branco
         15/04/1964 a 15/03/1967
Está mais do que confirmado, inclusive por alguns participantes da luta armada, que a verdadeira intenção dos "resistentes", como alguns se intitulam, não era, apenas, derrubar o regime militar e sim implantar uma ditadura marxista-lenista. Se os militares não tivessem desfechado a Contra-Revolução em 1964,  uma  ditadura comunista estaria implantada no Brasil e estaríamos, até hoje, subjugados a um modelo ditatorial comunista, semelhante ao cubano, ou, no mínimo, estaríamos como a Colômbia, lutando, há mais de 40 anos,  contra uma guerrilha semelhante a que é mantida pelas Farc. Essa verdade não é revelada...

 Nega-se também que  a base do desenvolvimento do  país,  a infra-estrutura de hoje, foi criada e implantada durante o regime militar. 
Aproveitando o 46º aniversário da Contra -Revolução vamos relembrar algumas realizações do governo militar:
- Restabelecimento da autoridade por 21 anos;
- Criação de 13 milhões de empregos;
- A Petrobrás aumentou a produção de 75 mil para 750 mil
 
       Presidente  Arthur da Costa e Silva
           15/03/1967 a 31/08/1969
barris/dia de petróleo;
- Estruturação das grandes construtoras nacionais;
- Crescimento do PIB de 14%;
- Construção de 4 portos e recuperação de outros 20;
- Criação da Eletrobrás;
- Implantação do Programa Nuclear;
- Criação da Nuclebrás e subsidiárias;
- Criação da Embratel e Telebrás (antes, não havia 'orelhões' nas ruas nem se falava por telefone entre os Estados);
- Construção das Usinas Angra I e Angra II;
- Desenvolvimento das Industrias Aeronáutica e Naval (em 1971 o Brasil foi o 2º maior construtor de navios do mundo);
- Implantação do Pró-álcool em 1976 (em 1982, 95% dos carros no país rodavam a álcool);
- Construção das maiores hidrelétricas do MUNDO: Tucuruí, Ilha Solteira, Jupiá e Itaipú;
- Brutal incremento das exportações, que cresceram de 1,5 bilhões de dólares para 37 bilhões; o país ficou menos   dependente do café, cujo valor das exportações passou de mais de 60% para menos de 20% do total;
- Rede de rodovias asfaltadas, que passou de 3 mil para 45 mil km;
- Redução da inflação galopante com a criação da Correção Monetária, sem controle de preços e sem massacre do funcionalismo público;
- Fomento e financimento de pesquisa: CNPq, FINEP e CAPES;
  
 Presidente Emílio Garrastazu Médici
       30/10/1969 a 15/04/1974
- Aumento dos cursos de mestrado e doutorado;
- INPS, IAPAS, DATAPREV, LBA, FUNABEM;
- Criação do FUNRURAL - a previdência para os cidadãos do campo;
- Programa de merenda escolar e alimentação do trabalhador;
- Criação do FGTS, PIS, PASEP; (**)
- Criação da EMBRAPA (70 milhões de toneladas de grãos); (**)
- Duplicação da rodovia Rio-Juiz de Fora;
- Criação da EBTU;
- Implementação do Metrô em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Fortaleza;
- Criação da INFRAERO, proporcionando a criação e modernização dos aeroportos brasileiros (Galeão, Guarulhos, Brasília, Confins, Campinas - Viracopos, Salvador, Manaus);
- Implementação dos Pólos Petroquímicos em São Paulo (Cubatão) e na Bahia (Camaçari);
- Investimentos na prospecção de petróleo no fundo do mar que redundaram na descoberta da bacia de Campos em 1976;
- Construção do Porto de Itaquí e do terminal de minério da Ponta da Madeira, na Ilha de S. Luís, no Maranhão;
- Construção dos maiores estádios, ginásios, conjuntos aquáticos e complexos desportivos em diversas cidades e universidades do país;
  

              Presidente Ernesto Geisel
              15/03/1974 a 15/03/1979


- Promulgação do 'Estatuto da Terra', com o início da Reforma Agrária pacífica;
- Polícia Federal;
- Código Tributário Nacional;
- Código de Mineração;
- Implantação e desenvolvimento da Zona Franca de Manaus;
- IBDF - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal;
- Conselho Nacional de Poluição Ambiental;
- Reforma do TCU;
- Estatuto do Magistério Superior;
- INDA - Instituto de Desenvolvimento Agrário;
- Criação do Banco Central (DEZ 64);
- SFH - Sistema Financeiro de Habitação;
- BNH - Banco Nacional de Habitação; (***)
- Construção de 4 milhões de moradias;
- Regulamentação do 13º salário;
- Banco da Amazônia;
- SUDAM;
- Reforma Administrativa, Agrária, Bancária, Eleitoral, Habitacional, Política e Universitária;
- Ferrovia da soja;
- Rede Ferroviária ampliada de 3 mil e remodelada para 11 mil Km;
  
 Pres João Baptista de Oliveira
 Figueiredo -
15/03/1979 a 15/03/1985
- Frota mercante de 1 para 4 milhões de TDW;
- Corredores de exportações de Vitória, Santos, Paranaguá e Rio Grande;
- Matrículas do ensino superior de 100 mil em 1964 para 1,3 milhões em 1981;
- Mais de 10 milhões de estudantes nas escolas (que eram realmente escolas);
- Estabelecimentos de assistência médico sanitária de 6 para 28 mil;
- Crédito Educativo;
- Projeto RONDON;
- MOBRAL;
- Abertura da Transamazônica com instalação de agrovilas;
- Asfaltamento da rodovia Belém-Brasília;
- Construção da usina hidrelétrica de Boa Esperança, no Rio Parnaíba;
- Construção da Ferrovia do Aço (de Belo Horizonte a Volta Redonda);
- Construção da Ponte Rio-Niterói;
- Construção da rodovia Rio-Santos (BR 101); e
Compartilhe
 

Comentários   

 
0 #60 Sérgio Ricardo Barbo d-m-Y H:i
O que precisa acontecer para uma intervenção
Militar colocar o País de volta em sua rota?
Citar
 
 
0 #59 Armando Henrique d-m-Y H:i
Viví em Brasília em um período do regime militar, 1970 a 82, nunca fui incomodado por militares, me orgulho de ter servido ao Exército, e foi a época na minha opinião que o país mais cresceu em todos os setores, principalmente na educação
Citar
 
 
0 #58 Joel d-m-Y H:i
8) Fora Ptralhas do PT, dizem que conquistaram a democracia, primeiro qual democracia? segundo a abertura política foi o processo de concessão dos Militares e Ditadura vivemos hoje.
Citar
 
 
0 #57 Marcos Vinicius d-m-Y H:i
estudei em escolas públicas com professores dedicados e bem remunerados, com farta merenda, havia a caixa escolar pra quem n podia comprar uniformes ou materiais escolares, andavamos nas ruas tranquilos sem sermos importunados, fui ver arma ao vivo pela primeira vez qdo entrei na FAB, isso com 18 anos.
Citar
 
 
+4 #56 JOSÉ d-m-Y H:i
VIVI NO REGIME MILITAR,AOS 11 EM 1984 EU TRABALHAVA E NUNCA TENTARAM ME ROUBAR,NUNCA UM MILITAR DO EXERCITO ME IMPORTUNOU,TÍNH AMOS TRABALHO AOS MONTES,A EDUCAÇÃO ÉRA BOA,A SEGURANÇA NEM SE FALA,TINHAMOS SAÚDE,MAS O POVO PREFERIU O LADRÃO AO PEDIR DIRETAS JÁ,VEIO OS PRESIDENTES CIVIS E ESTAMOS HA 30 ANOS SENDO ROUBADOS PELOS POLITICOS SEM HONRA,E SE NÃO LUTARMOS O PT VAI TRANSFORMAR O BRASIL EM UMA DITADURA CUBANA.
Citar
 
 
+2 #55 Luiz Carlos Urbano d-m-Y H:i
Com tantas obras executadas e todas de grande porte e não se tem conhecimento que nenhum dos presidentes da época ficaram ricos, bem pelo contrário, morreram pobres não deixaram muita coisa para seus dependentes. Muito diferente da atualidade onde presidente(a) ficaram milionários com desvios de verba e a corrupção que assola nosso país. Com tudo isso acontecendo sinto muita vergonha, não de ser brasileiro, pois isso muito me orgulha. Mas sinto vergonha de viver em um país onde se perdeu o respeito pelo povo, pela pátria, pela bandeira, pela nação enfim. Estamos vivendo uma época em que vale tudo, e se não tivermos uma retomada de comando não consigo imaginar como será daqui a 4 anos.
Citar
 
 
+2 #54 ORACINO CARDOSO d-m-Y H:i
sou brasileiro civil foi a melhor epóca foi no governo militar. havia ordem e respeito e segurança. eu trabalhava na Petrobras antiga RPBA mecânicos, eletricista, Engenheiros, Todos os Servidores chagavam juntos.os Sindicalista começou Destruir a Empresa promovendo gente sem competência na administração dos serviços sem nada saber, com altos salários. Depois começou a tal terceirizar os Serviços. Para um serviço de fazer em 1 horas, correção de vazamento num Transformador de Distribuição, Dias contratando incompetentes nada conhecem de Serviços. Dinheiro de comprar um TR novo. Que saudade do tempo que MILITARES GOVERNAVA.
Citar
 
 
+3 #53 sonia aparecida d-m-Y H:i
Nasci em 1952, fui adolescente alienada, preocupada com estudo e trabalho pra ajudar em casa e melhorar de vida. Tenho saudades de um tempo de segurança, respeito por tudo e por todos, boa educação, bons costumes, condições de trabalho e carreira nas empresas,um tempo em que família era sagrada. Tudo que não se vê mais.Podemos dizer Apt e Dpt (antes e depois do pt). Maldita hora em que esses intelectuais idiotas colocaram esses bandidos no poder.
Citar
 
 
+4 #52 Evildo Rosa d-m-Y H:i
NA ÉPOCA DOS GOVERNOS MILITARES,HAVIA TRABALHO,RESPEI TO AS INSTITUIÇÕES LEGITIMAS,HAVIA SEGURANÇA,PODIA -SE SAIR E ANDAR NA RUA A QUALQUER HORA SEM SER MOLESTADO PELA BANDIDAGEM,HOJE É TUDO AO CONTRARIO.ESPER O QUE ESSE GOVERNO SEJA DEPOSTO, PARA O BEM DOM BRASIL,ANTES QUE SEJA DELAPIDADO TOTAL,ELE TEM QUE SER SALVO.
Citar
 
 
0 #51 RCezar d-m-Y H:i
..Sou deste tempo também.. Havia respeito, mais segurança, mais empregos, esperança... Hoje vivemos em uma câmara de horrores, violência extrema, corrupção monstruosa, falta de vergonha na cara dos governantes.... TEMOS QUE RESGATAR O NOSSO AMADO BRASIL...
Citar
 

Adicionar comentário


Cdigo de segurana
Atualizar